Van Persie faz três gols, United vence Olympiacos, vira confronto e avança

Felizes dos torcedores que têm um artilheiro para garantir os gols de que precisa e um estádio que se transforma em caldeirão nos jogos difíceis. No único duelo das oitavas de final da Liga dos Campeões em que o anfitrião venceu o jogo de ida, por 2 a 0, o Manchester United conseguiu a virada em casa na segunda partida. Com três gols do holandês Van Persie e contando com um Old Trafford lotado com 70 mil torcedores incentivando durante os 90 minutos, a despeito da má fase do time na temporada, os Red Devils venceram o Olympiacos por 3 a 0 nesta quarta-feira e transformaram em realidade o que parecia um delírio para os menos otimistas, a classificação para as quartas. O “Teatro dos Sonhos” foi palco de uma reação poucas vezes vista na história do torneio .

Além de um artilheiro em dia iluminado e do apoio irrestrito dos torcedores, o United contou com a categoria de um veterano. Jogador que mais vezes entrou em campo na história da Liga dos Campeões, em 149 partidas, Ryan Giggs usou sua experiência de 40 anos e três meses de idade para fazer dois lançamentos que abriram o caminho para a vitória, nos dois gols do primeiro tempo, de pênalti e em cruzamento de Rooney.
O sorteio dos confrontos da próxima fase da Champions está marcado para 8h (de Brasília) .
Além de Manchester United, estão garantidos Bayern de Munique, Paris Saint-Germain, Barcelona, Atlético de Madrid, Real Madrid, Chelsea e Borussia Dortmund, classificado mesmo com derrota para o Zenit por 2 a 1, nesta quarta-feira, na Alemanha. Pela primeira vez na história do torneio, todos os primeiros colocados dos oito grupos da etapa inicial chegaram às quartas.
Van Persie United x Olympiakos (Foto: AFP)Van Persie comemora gol no Teatro dos Sonhos: regente da classificação do United em casa (Foto: AFP)


RITMO ALUCINANTE

Valencia United x olympiakos (Foto: Reuters)Com o olho inchado, Valencia disputa a bola pelo United contra o Olympiacos (Foto: Reuters)
Apesar da crise técnica do Manchester na temporada, o ambiente no “Teatro dos Sonhos” parecia deixar claro desde o início que era possível transformar em realidade a classificação. Desde a entrada dos times em campo, a torcida inglesa não parou de cantar e vibrar. E o United começou na mesma vibração.
Só que o Olympiacos também manteve postura determinada e firme, resistindo à pressão nos primeiros minutos e proporcionando uma boa disputa pelo controle das ações em seu campo. O confronto foi tão acirrado no início que, antes dos dez, três já tinham sido punidos com cartões amarelos por faltas duras: Manolas e Alejandro Domínguez do time grego, e Carrick, do United. E Valencia ainda ficou com o olho inchado após dividida pelo alto com Campbell.
Van Persie United x Olympiakos (Foto: AP)Van Persie derrubado por Holebas dentro da área: pênalti convertido pelo holandês que abre caminho do United (Foto: AP)




Mesmo com poucos espaços, Rooney encontrou uma brecha para a primeira finalização perigosa da partida, acertando a trave numa cabeçada, aos 17. Pouco depois, a bola foi na rede. Aos 40 anos e com apenas três outros jogos como titular na temporada, Giggs fez ótimo lançamento para a área. Van Persie dominou no peito e foi trombado por trás por Holebas. O holandês cobrou e abriu o placar, aos 24.
A posse de bola continuou equilibrada em cerca de 50% para cada time, mas as finalizações começaram a ser cada vez mais constantes do United. Roberto precisou salvar duas cabeçadas de Evra, no ângulo esquerdo, aos 34, e no canto, aos 35. O time grego conseguiu responder, também em dose dupla no mesmo lance, aos 39, obrigando De Gea a defender duas vezes com o pé em conclusões de Fuster e Domínguez, este no rebote.
Só que aos 45 apareceu de novo o talento do veterano Giggs. Em lançamento do meio de campo, o galês encontrou Rooney na esquerda. O inglês cruzou, Van Persie se antecipou à marcação de Leandro Salino e completou, fazendo 2 a 0 no placar e deixando tudo igual no confronto agregado.
VAGA ASSEGURADA

Com a mesma intensidade que disputou o primeiro tempo, o Manchester começou o segundo. E logo chegou ao que precisava para a classificação. Rooney driblou três no meio de campo e lançou Welbeck na entrada da área. O atacante foi derrubado e Van Persie cobrou a falta. A bola nem foi tão no canto, mas o goleiro Roberto falhou, dando um passo para o lado e só ficando parado depois, apenas observando o gol, aos seis minutos.
Van Persie United x Olympiakos (Foto: Reuters)Van Persie comemora gol do United com Carrick: herói da classificação do United (Foto: Reuters)

O Olympiacos tentou reagir. Sem medo, partiu para cima. O técnico espanhol Michel fez logo a primeira substituição, trocando o meia Pérez por Haedo Valdez. Depois de ser punido com um amarelo por reclamar de um impedimento, aos 16, o lateral-direito Leandro Salino chegou a fazer boa jogada pela ponta, aos 20. Cruzou para Fuster no meio da área, mas o companheiro concluiu em cima de De Gea.
O brasileiro foi substituído aos 28, o goleiro do United continuou garantindo o resultado, como na difícil defesa em chute quase sem ângulo de Domínguez, aos 35, e o Olympiacos manteve o equilíbrio. Mas, com o 3 a 0 no placar, terminou a partida, e a classificação do Manchester se tornou realidade no “Teatro dos Sonhos”.
Fonte:Globoesporte.com


Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.