Talisca brilha, marca dois de falta e Bahia bate o Vitória da Conquista

Uma promessa que, aos poucos, está se tornando realidade. Quando o Bahia precisa, Anderson Talisca aparece. Com duas cobranças de falta perfeitas, o camisa 8 comandou a vitória do Tricolor sobre o Vitória da Conquista, por 3 a 2, em partida válida pelo Campeonato Baiano. Marcão, pelo Bahia, e Tatu e Rafael Granja, pelo lado do Bode, marcaram os outros gols do jogo, que também ficou marcado por falhas de ambos os goleiros.
No 4º jogo entre as equipes em 2014, o Bahia manteve o Vitória da Conquista na condição de freguês. São três vitórias e um empate na temporada. Com o triunfo, o Tricolor chega aos 14 pontos e garante a liderança do Grupo 3. Anderson Talisca, destaque da partida, marcou o seu 4º gol de falta na temporada.
Já o Vitória da Conquista perdeu a chance de garantir seu lugar próxima fase e vê a vaga ameaçada pelo Galícia, que venceu a Catuense neste fim de semana. Mesmo assim, o Bode, vice-líder do Grupo 2, com 12 pontos, só depende dele para avançar, já que tem um ponto de vantagem sobre o Demolidor de Campeões.
As equipes voltam a campo no final de semana para disputar a última rodada da 2ª fase do Campeonato Baiano. O Conquista vai até Teixeira de Freitas, onde enfrenta o Serrano, no estádio Roberto Pereira. Já o Bahia recebe o Vitória na Arena Fonte Nova. Antes, o Tricolor tem a estreia pela Copa do Brasil, contra o Vila Nova-MG, na quatra-feira.
Falha de Lomba e gol do Bode
O Bahia não viu a cor da bola durante os primeiros dez minutos de jogo. Logo que o árbitro deu início à peleja, o Vitória da Conquista avançou a marcação, partiu para o abafa e dificultou a vida do adversário. E o Bode tinha em Tatu o seu homem mais perigoso de ataque. Apesar de ser atacante de referência, ele caía bastante pelos lados e dava trabalho aos zagueiros. E foi de Tatu o primeiro gol do jogo, com uma contribuição generosa da defesa tricolor, sobretudo do goleiro Marcelo Lomba. Após cruzamento na área, os zagueiros do Bahia apenas olharam Índio subir de cabeça e mandar para o gol. Lomba não seguiu o manual e espalmou para o meio da área. A bola bateu no peito de Tatu e morreu no fundo das redes.
O gol não acordou o Bahia. O Vitória da Conquista continuou comandando as ações da partida, enquanto os comandados do técnico Marquinhos Santos sofriam com a falta de criatividade e abusavam dos passes errados. A primeira finalização do Tricolor só saiu a partir de uma cobrança de falta sofrida por Anderson Talisca, aos 25 minutos. Ele mesmo bateu e obrigou Alex a fazer uma grande defesa. Mas foi só. Depois disso, o que se viu foi um show de chutões, passes errados e cartões amarelos para ambos os lados. 
Anderson Talisca, o rei da bola parada
Falha de um lado, falha do outro. Não contente com o erro de Marcelo Lomba, o goleiro do Vitória da Conquista também resolveu fazer a sua lambança. Só que muito maior. Após cobrança de escanteio, Marcão cabeceou fraco, para cima, aparentemente sem perigo. Quando subiu para fazer a defesa, Alex se atrapalhou e mandou a bola para dentro do próprio patrimônio. Ele ainda tentou desfazer a besteira, mas a redonda já havia ultrapassado totalmente a linha. Tarde demais. 
Quando o jogo estava parelho, com chances para ambos os lados, ele apareceu para desequilibrar. Aos 26 minutos, falta para o Bahia pelo lado esquerdo de ataque. Em vez de cruzar, Anderson Talisca cobrou com muita categoria, direto para o gol. A bola ainda beijou a trave antes de morrer no fundo das redes. Também de falta, Rafael Granja recolocou o jogo em empate. Só que a tarde era mesmo de Talisca. Aos 41 minutos, ele marcou mais um de falta. E do mesmo jeito. No mesmo canto. A bola ainda beijou a mesma trave antes de entrar. Bahia 3 a 2.
Fonte:Globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.