Tag Archives: entrevista

Ao lado do pai, Neymar nega crime fiscal: “queremos dar um basta”


fonte: Divulgação


Ao lado do pai, Neymar nega crime fiscal: “queremos dar um basta”

Ao lado do pai, Neymar nega crime fiscal: “queremos dar um basta”

Acusados de fraude e sonegação fiscal em relação a transferência para o Barcelona, em 2013, Neymar e seu pai decidiram falar. Com depoimentos marcados para a próxima terça-feira (2), o jogador, acompanhado de seu pai concederam entrevista ao fantástico, da TV Globo, na noite deste domingo (31), e negaram que tenham cometido qualquer irregularidade.

  • Jornal destaca Zidane confiante e CR7 artilheiro; veja capasJornal destaca Zidane confiante e CR7 artilheiro; veja capas

  • Cleber Machado analisa o ano dos grandes paulistas Cleber Machado analisa o ano dos grandes paulistas

“A gente quer dar um basta nisso. Chega disso. Esse procurador, se está procurando holofotes, vai conseguir. A gente vai dar um basta nessa questão. Vamos esclarecer definitivamente isso. Eu queria que a justiça desse conta, mas a gente já está cansado e quer esclarecer o mais rápido possível”, declarou Neymar pai ao Fantástico.

Segundo publicação da revista Veja, Neymar e o pai teriam criado empresas de fachadas com o objetivo de adulterar documentos, driblando o fisco. Irritado com as acusações, o pai do atleta pediu que provem as insinuações contra sua família.

“Não tem nada contra a gente. Quero saber os fatos. Se a gente cometer algum erro tributário, não tem problema. Vamos pagar. Agora nos acusar de adulteração e sonegação, aí já passou dos limites”, afirmou.

O atacante do Barcelona ainda destacou que seu pai cuida de toda a sua carreira para que ele se foque em jogar futebol, e ressaltou conseguir se focar em seu trabalho mesmo sob tantos problemas. Ainda assim, Neymar afirmou que ver o nome de seu pai envolvido nas investigações atrapalham seu dia a dia.

“Meu pai faz tudo para que eu só jogue bola. A partir do momento que você vê a pessoa que você ama sofrendo com isso, falando coisas que ele não é… Aí começa a doer. Antes de sair falando besteira, sair falando que sonegamos, que prove”, disso o jogador.

“Quando começa a afetar a família, atrapalha um pouco, mas eu sou um cara que Deus me deu o dom de ser um pouco mais focado no que eu amo fazer, que é jogar futebol. Eu foco só no que eu tenho que fazer”, completou.

Continue reading

Gal Gadot pensou que ia ser a Mulher-Gato em “Batman Vs Superman”


fonte: Reprodução/Youtube


Gal Gadot pensou que ia ser a Mulher-Gato em “Batman Vs Superman”

Gal Gadot pensou que ia ser a Mulher-Gato em “Batman Vs Superman”

Com previsão de estreia para o dia 24 de março, o filme “Batman Vs Superman” é um dos mais aguardados desde que teve sua produção anunciada. Gal Gadot, inclusive, deu o que falar quando foi anunciada como a Mulher Maravilha. A própria atriz se surpreendeu: ela achou que seria a Mulher-Gato.

  • "House Of Cards" é renovada para a sua quinta temporada na Netflix“House Of Cards” é renovada para a sua quinta temporada na Netflix

  • Tim Burton participará de bate-papo com fãs no MIS, em São PauloTim Burton participará de bate-papo com fãs no MIS, em São Paulo

“Bem, eu poderia ter adivinhado. Eu achei que eu fosse ser Selina [Kyle], sabe? Eu só soube qual era a personagem quando viajei para fazer um teste com o Ben [Affleck]. Eu estava bem animada. Toda vez que eu tinha reuniões em Hollywood, eu sempre dizia que meu papel dos sonhos era alguma mulher poderosa, independente, que não precisa de um homem”, disse Gal para a revista “Empire”.

No longa, ela terá por volta de cinco mil anos de idade e voltará direto e sua aposentadoria para a ação. “Ela já viu de tudo. Ela viu o que os humanos são capazes de fazer, então é muito difícil para ela voltar à ativa e lutar”, comentou a atriz sobre sua personagem.

Gal Gadot ainda alertou sobre suas expectativas para a interpretação do público em relação à sua personagem. “Mas eu não quero que as pessoas pensem que ela é perfeita, ela pode ser danadinha”, comentou a atriz.

Continue reading

Rodrigo e Felipe Simas já brigaram por causa de mulher: “minha mãe deu bronca”


fonte: Reprodução/Instagram


Rodrigo e Felipe Simas já brigaram por causa de mulher: “minha mãe deu bronca”

Rodrigo e Felipe Simas já brigaram por causa de mulher: “minha mãe deu bronca”

Talentosos, os três irmãos Simas fazem sucesso dentro a fora das telinhas. Bruno Gissioni, de 29 anos, Rodrigo Simas, de 24, e Felipe Simas, de 23, já chegaram até a brigar por causa de mulher. Ao menos foi o que o caçula da família prodígio contou em entrevista à revista “Contigo!”.

  • Luana Piovani detona Thássia Nves no baile de Carnaval da VogueLuana Piovani detona Thássia Nves no baile de Carnaval da Vogue

  • "Ele tem pegada e é incrível", diz ex-BBB Tamires sobre Cézar Lima“Ele tem pegada e é incrível”, diz ex-BBB Tamires sobre Cézar Lima

Atualmente no ar com a novela “Totalmente Demais”, Felipe contou que já teve de disputar com Rodrigo na hora de conquistar uma possível nova namorada.

“Teve um caso, nos Estados Unidos, comigo e com o Rodrigo. Mas aí minha mãe deu bronca, disse: ‘Nunca mais quero ver vocês brigando por causa de mulher!’ A gente abaixou a cabeça e concordou que ela estava certíssima. Não acontece mais. E nenhum de nós ficou com aquela menina. Ela ficou sozinha. Não merecia nenhum dos dois (risos)”, contou o atpr para a publicação.

Hoje, ele é o único dos três irmãos que está comprometido. Casado com Mariana Uhlmann, de 24 anos, ele já é pai do pequeno Joaquim, de um ano e nove meses.

Continue reading

Lava Jato é oportunidade para repaginar o Brasil, diz ministro Gilmar Mendes


fonte: Antonio Cruz/Agência Brasil


Lava Jato é oportunidade para repaginar o Brasil, diz ministro Gilmar Mendes

Lava Jato é oportunidade para repaginar o Brasil, diz ministro Gilmar Mendes

 Em entrevista exclusiva ao repórter Claudio Tognolli, da Jovem Pan, o Ministro do Supremo Tribunal Federal Gilmar Mendes classificou as descobertas da Operação Lava Jato como “um momento muito importante” e disse que o esquema de desvios na Petrobras desvendado pela operação da Polícia Federal “certamente é o maior escândalo que tivemos na República, independente de época”.

“As instituições todas, o Judiciário, o Ministério Público, a Polícia Federal têm dado uma grande contribuição para os esclarecimentos que nós vamos ter, talvez, a oportunidade de repaginarmos o Brasil, termos novas perspectivas no que diz respeito ao controle, ao modelo de gestão pública”, afirmou Mendes.

  • Defesa de Dirceu quer adiar depoimento na Operação Lava JatoDefesa de Dirceu quer adiar depoimento na Operação Lava Jato

  • Dilma afirma que não há provas contra Lula na 22ª fase da Lava JatoDilma afirma que não há provas contra Lula na 22ª fase da Lava Jato

  • “Existe um projeto de bolivarização da Corte”, diz Gilmar Mendes“Existe um projeto de bolivarização da Corte”, diz Gilmar Mendes

Questionado sobre o que pensa a respeito do suposto envolvimento do ex-presidente Lula em caso investigado pela nova fase da Lava Jato deflagrada nesta quarta (27), Mendes economizou nas palavras: “isso está sendo analisado, especulado pela imprensa e, certamente, pelos próprios investigadores”. Mas emendou em seguida, dizendo que é algo que percebe desde o mensalão: “esses fatos todos que ocorreram não se deram por geração espontânea, isso precisa ser articulado. Alguém planejou”, disse, sem citar diretamente o ex-presidente.

O ministro do STF também comentou a carta de advogados criticando métodos da Operação Lava Jato. Mendes diz não atribuir um significado maior a esse debate, entende que o fato de alguns defensores que assinaram o manifesto estarem defendendo empreiteiros investigado na operação “não os deslegitima” e disse: “é natural que haja essas insurgências, essas críticas, e é até bom que haja”, segundo o ministro, para evitar-se eventuais excessos nas investigações.

Crise

Gilmar Mendes também comentou as crises por que passa o Brasil. “Parte da crise econômica está associada a um modelo de gestão e provavelmente esse modelo de gestão tenha sido adotado por razões eleitorais”, disse o ministro. “No atual contexto, temos agravamento da crise econômica pela crise política. Nesse momento não sabemos qual é maior”, opinou.

Continue reading

“Você não pode votar em um ator porque ele é negro”, diz veterano Michael Caine


fonte: Wikimedia commons


"Você não pode votar em um ator porque ele é negro", diz veterano Michael Caine

“Você não pode votar em um ator porque ele é negro”, diz veterano Michael Caine

A polêmica em torno da falta de atores negros entre os indicados ao Oscar 2016 parece ter chegado a seu ponto mais alto após declarações de Michael Caine e Charlotte Rampling.

“Há um monte de atores negros, mas você não pode votar em um ator porque ele é negro. Você não pode dizer: ‘Ele não é muito bom, mas ele é negro. Vou votar nele’. Você tem que ter um bom desempenho”, disse o veterano, de 82 anos, durante uma entrevista à “BBC Radio 4”.

  • "O problema não é o Oscar", diz Viola sobre falta de diversidade“O problema não é o Oscar”, diz Viola sobre falta de diversidade

  • Will Smith se junta a boicote e anuncia que não irá ao OscarWill Smith se junta a boicote e anuncia que não irá ao Oscar

Em seguida, ele elogiou Idris Elba por seu papel em “Beasts of No Nation” e afirmou que o ator estava “maravilhoso”. Quando o entrevistador disse que Idris Elba não estava entre os candidatos ao Oscar, Caine falou: “Bem, veja o meu caso. Ganhei o prêmio de melhor ator do European Film Awards (por “Juventude”) e não fui indicado para mais nada. Seja paciente. Eu levei anos para ganhar um Oscar. Claro que eles ganharão”.

Charlotte Rampling, indicada pela primeira vez ao Oscar pelo filme “45 Anos”, no entanto, foi um pouco mais dura.

“Talvez os atores negros não merecessem estar na lista final. Boicotar o Oscar é racismo contra os brancos”, disse ela em entrevista à rádio francesa “Europe 1”.

A atriz britânica, de 69 anos, criticou a ideia de a Academia fixar cotas para as indicações.

“Por que classificar as pessoas? Hoje em dia todo mundo é mais ou menos aceito. As pessoas sempre dizem: ‘Ele é menos bonito’; ‘Ele é muito negro’; ‘Ele é muito branco’. Alguém sempre vai dizer: ‘Você é muito isso ou aquilo’. Mas por causa disso devemos concluir que é preciso ter um monte de minorias em todos os lugares?”, comentou.

A mesma opinião teve o produtor Gerald Molen (“A Lista de Schindler”), que chamou de “mimados” os que protestam pelo tema.

“Não há racismo, exceto para aqueles que criam um problema. Essa é a pior espécie. Usando um modo tão feio de se queixar”, afirmou ele em declarações ao portal “The Hollywood Reporter”.

Alguns afro-americanos também entraram no debate. John Singleton, primeiro negro a conseguir uma indicação ao prêmio de melhor diretor (“Os Donos da Rua” – 1991), comentou que a situação não deveria ser alvo de polêmica e que os indicados não dependem da cor, mas da quantidade de filmes com qualidade suficiente para estar na maior festa da indústria do cinema.

“Existem poucas vagas disponíveis. Há uns filmes que poderiam ter atraído mais atenção, mas é tudo subjetivo. É quase como a loteria. As pessoas reclamam mesmo quando temos um monte de indicações. Eu estive no jogo por 25 anos. Você nunca sabe. É questão de sorte. Não estou surpreso. Não estou desapontado tanto quanto outras pessoas. Há toda uma elevação de trabalho que acontece”, afirmou o diretor em declarações ao site da revista “Variety”.

Tudo começou logo após a divulgação dos nomes dos indicados ao Oscar no último dia 14. Dos 20 candidatos nas categorias de atuação, pelo segundo ano consecutivo, nenhum é negro.

O cineasta Spike Lee e atriz Jada Pinkett-Smith, esposa de Will Smith, foram os primeiros a criticar e anunciaram que não irão à festa como forma de protesto. Pouco depois o diretor Michael Moore aderiu à campanha, e ontem Will Smith declarou que também não participará do evento. O cantor Tyrese Gibson e o rapper 50 Cent foram além e pediram ao comediante Chris Rock, que vai apresentar a cerimônia, para desistir do convite.

Quase que diariamente novos nomes se somam à campanha #OscarAindaMuitoBranco. Reese Witherspoon afirmou que “gostaria de ver um grupo mais diverso entre os membros eleitores da Academia”, Lupita Nyong’o disse estar “decepcionada pela falta de inclusão nas indicações”, e David Oyelowo declarou que “a Academia não reflete o que é a nação”.

Indicada ao Oscar por “Dúvida” (2009) e “Histórias Cruzadas” (2011), Viola Davis, que em 2015 se tornou a primeira negra a ganhar um Emmy de melhor atriz pela série dramática “How to Get Away with Murder”, resumiu a situação.

“O Oscar é um sintoma de um problema muito maior, que é o sistema de produção de filmes em Hollywood. O problema nem está nos nossos pagamentos, disse.

“Você poderia listar as principais atrizes negras por aí e elas provavelmente não vão ganhar o que algumas das principais atrizes brancas ganham. Aí está o problema. Você pode mudar a Academia, mas se não houver filmes para negros sendo produzidos, o que há para votar?”, questionou ela ao programa “Entertainment Tonight”.

Continue reading