Suspeito de roubar R$ 24 mil em quatro assaltos é preso em Valadares

Diego Souza

Suspeito foi preso pela Polícia Civil, após mandado de prisão ser expedido pela justiça. (Foto: Diego Souza/G1)Suspeito foi preso pela Polícia Civil, após mandado de prisão ser expedido pela justiça. (Foto: Diego Souza/G1)
Principal suspeito de cometer quatro assaltos no intervalo de apenas 15 dias em Governador Valadares, no Leste de Minas Gerais, Welinton Fernandes de Carvalho, 35 anos,  foi apresentado na tarde desta segunda-feira (10) na delegacia da cidade.
Ele foi preso na manhã desta segunda na casa onde morava, na Rua da Justiça, na Vila Rica. O suspeito vinha sendo investigado pela Polícia Civil e após ser expedido um mandado prisão, no dia 27 de fevereiro, Wellington acabou capturado.
“Tivemos a informação de um assalto cometido por ele no dia 30 de dezembro do ano passado. Na ocasião ele roubou a moto de um funcionário de uma farmácia para praticar outros dois assaltos no dia seguinte, ou seja, no dia 31 de dezembro, no intervalo de uma hora. Posteriormente ele cometeu outro assalto no dia 15 de janeiro deste ano”, revelou a delegada Luciane Libório durante coletiva de imprensa.
  •  

Delegada Luciane Libório contou detalhes de como suspeito agia durante assaltos. (Foto: Diego Souza/G1)Delegada Luciane Libório contou detalhes de
como suspeito agia durante assaltos.
(Foto: Diego Souza/G1)

‘Só quero o dinheiro’
Ainda de acordo com a delegada, o suspeito já tem passagem pela polícia por uso de drogas. Nos quatro assaltos praticados, Welinton conseguiu roubar cerca de R$ 24 mil das vítimas.
“Num prazo de quinze dias ele roubou mais de R$ 24 mil em vários estabelecimentos comercias no Bairro Santa Rita. Em sua primeira investida, Welinton roubou R$ 8 mil reais e uma motocicleta numa farmácia, fazendo uso deste veículo para prática de outros roubos. Nas suas relações de vítimas, existem postos de gasolina, farmácia e correspondentes financeiros”, diz a delegada Libório.
Agora a Polícia Civil investiga se o suspeito contou com a ajuda de outras pessoas para praticar os assaltos. Durante entrevista, a delegada revelou como o suspeito agia na prática dos crimes.

“Ele identificava o estabelecimento e ia até o local a pé. Depois ele retornava, rendia as vítimas e levava o dinheiro. Algumas vítimas disseram que ele dizia que só queria o dinheiro, antes de fugir. A Polícia Civil vai continuar investigando e apurando esses crimes que mais impactam na sociedade. Ele é um criminoso em potencial, mas que agora está preso”, finalizou a delegada.
Fonte:G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.