Rebelião em cadeia no Ceará deixa presos e policial militar feridos

Oito presos e um policial militar ficaram feridos em uma rebelião na Cadeia Pública de Marco, na região Norte do Ceará. A rebelião foi contida no início da tarde desta quarta-feira (26). De acordo com o major Argeu Cavalcante, comandante da 3ª Companhia do 11º Batalhão da Polícia Militar de Acaraú, durante a rebelião, os presos atearam fogo e destruíram parte da cadeia.
“São 48 detentos distribuídos em quatro celas. Duas delas ficaram destruídas, parte do teto desabou, e 10 detentos vão ser transferidos ainda nesta quarta-feira para a Cadeia de Cruz”, explica o major.
Durante o confronto, que contou com reforço de 20 policiais militares, um policial ficou ferido. “Ele foi atingido por um tamborete e teve o braço fraturado”, diz o major. Os PMs usaram balas de borracha para conter a rebelião e oito detentos tiveram ferimentos leves e foram medicados. Os policiais permanecem no local, pois ainda existe o risco de outra manifestação dos presos, segundo o major.
A Cadeia Pública de Marco tem capacidade para 36 pessoas, sendo 35 homens e uma mulher, segundo o Conselho Nacional de Justiça. No momento da rebelião havia 58 presos, segundo o major da Polícia Militar.
G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.