Premiê da Malásia afirma que avião caiu no oceano Índico

Em coletiva convocada nesta segunda-feira (24) o premiê da Malásia, Najib Razak, confirmou a queda do avião da Malasya Airlines que fazia o voo MH370 no oceano Índico.
Razak confirmou a queda e afirmou que as buscas continuam após peças que podem ser da aeronave terem sido avistadas a 2500km da Austrália. Familiares de passageiros e da tripulação já haviam sido informados sobre a queda e morte de todos os presentes na aeronave.
“Baseado em novas análises, concluiu-se que a última posição do MH370 foi no meio do Oceano Índico. Com muita tristeza eu devo informar que, de acordo com novos dados, o voo acabou no sul do Oceano Índico. Lamentamos profundamente que temos que assumir sem nenhuma dúvida que o voo MH370 se perdeu e nenhuma das pessoas a bordo sobreviveu. Nós devemos agora aceitar todas as evidências que sugerem que o avião caiu no sul do Oceano Índico”, disse o premiê durante a coletiva.
De acordo com informações do britânico “The Guardian”, foram ouvidos muitos gritos e choro vindos da sala onde estavam os familiares. Uma mulher desmaiou ao receber a notícia. Segundo a BBC, os familiares foram comunicados pela companhia aérea da morte de seus parentes por meio de mensagem SMS.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.