Praça na Tijuca recebe nome de Largo da Segunda-feira Erasmo Carlos


Decreto foi publicado na edição desta quinta (24) do Diário Oficial. Cantor e compositor morreu na terça (22). Música com o nome do lugar foi lançada em álbum de 1972. Erasmo Carlos, ícone da Jovem Guarda, morre aos 81 anos no Rio de Janeiro
Reprodução/TV Globo
A Prefeitura do Rio alterou o nome do Largo da Segunda-feira, na Tijuca, na Zona Norte da cidade, para Largo da Segunda-feira Erasmo Carlos. O decreto, assinado pelo prefeito Eduardo Paes, foi publicado na edição desta quinta (24) do Diário Oficial.
Erasmo Carlos morreu na última terça (22).
Cria da Tijuca, Erasmo Carlos descobriu o próprio talento ao lado de ícones da MPB e exaltou o Rio
Decreto da Prefeitura do Rio faz com que Largo da Segunda-feira ganhe o nome de Erasmo Carlos
Reprodução/ Diário Oficial do Rio de Janeiro
A decisão afirma que o local foi escolhido pela identificação do cantor e compositor com o bairro, que ganhou uma homenagem na arte, na canção “Turma da Tijuca”. A letra cita até o colégio onde Erasmo estudou, o Instituto Lafayette.
“Eu era aluno do Instituto Lafayette
naquele tempo eu já pintava o sete
trocava as letras dos anúncios do cinema
transformando um belo filme
num sonoro palavrão”
Erasmo Carlos em 1952, em foto postada nas redes sociais do artista, quando era aluno do Instituto Lafayette
Reprodução/ Redes sociais
No aniversário de 80 anos, ele falou sobre a memória afetiva com o bairro, onde conviveu com amigos que marcariam a história da música nas décadas seguintes, como Roberto Carlos, Tim Maia e Jorge Ben Jor.
“A Tijuca era uma maravilha, cara. Para a gente ir à praia não existia o túnel e aí tinha que ir de ônibus. Não podia ir de sunga no ônibus, tinha que ir vestido no ônibus, aí saltava na praia e tinha que fazer sua trouxinha de roupas. Todo mundo botava suas trouxinhas e por incrível que pareça não tinha ninguém para assaltar”, contou Erasmo no ano passado.
Erasmo, inclusive, tinha uma música com o nome do lugar que, agora, tem o nome dele. “Largo da Segunda-feira” fez parte do álbum “Sonhos e Memórias”, de 1972.
“No Largo da Segunda-feira
Onde eu morei um dia
Entre gatos, periquitos
Plantei minha folia
E era normal…
Alçapões armados no meu quintal
Surdo e fantasia no carnaval
Meus remédios, minhas pipas, meus colégios
Matoso, Praça da Bandeira”
Erasmo Carlos comemorou os 70 anos de vida e 50 de carreira em show no Theatro Municipal do Rio, em 2011
Marcos Arcoverde/Estadão Conteúdo/Arquivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.