Plano Diretor de São Carlos aponta as áreas para urbanização e é discutido

Uma reunião entre a Prefeitura de São Carlos (SP) e a população discutiu parte da atualização do Plano Diretor foi realizada na quarta-feira (12). Os estudos realizados pela Universidade de São Paulo (USP) identificaram as áreas de mananciais que devem ser preservadas e regiões onde o crescimento da cidade não é mais possível. Também foram identificadas duas áreas onde é possível o desenvolvimento urbano da cidade.
A arquiteta do departamento de Progresso e Habitação (Prohab) Nádia Fontes participou da revisão do Plano Diretor e, segundo ela, está previsto em que a participação ativa da população. “A cidade está continuamente em evolução e precisamos ter uma análise crítica se essas transformações estão seguindo o rumo desejável”, completou.
Cidade de São Carlos, SP (Foto: Paulo Chiari / EPTV)Cidade Aracy chegou ao seu limite de crescimento
(Foto: Paulo Chiari / EPTV)
Cidade Aracy
Segundo os estudos, o bairro Cidade Aracy chegou ao seu limite de crescimento. Para alguma construção seria necessária a impermeabilização do solo, que é arenoso, o que traria problemas futuros ao meio ambiente.
As áreas de mananciais, do Monjolinho Espraiado e do Ribeirão Feijão, também devem ser pouco urbanizadas, explicou a secretária de Habitação e Desenvolvimento Urbano, Lauanna Campagnoli. “Essas duas regiões são muito importantes para o abastecimento do município e o futuro da população de São Carlos”, completou.
Crescimento
O levantamento também aponta que existem duas regiões da cidade que podem crescer nos próximos anos, sem prejudicar áreas de preservação ambiental e a zona rural. Uma delas fica atrás do campus 2 da USP. As construções no local não trarão prejuízo ao meio ambiente e há rede de água e esgoto nas proximidades. Outra região indicada fica área norte da cidade, na rodovia que vai para Ribeirão Preto.
Participação
As discussões sobre as mudanças começam na próxima segunda-feira (17). Para participar é necessário acessar o link do Plano Diretor no site da Prefeitura e preencher o espaço para sugestões. Em maio, será discutido o projeto de zoneamento da cidade. Em seguida, o Plano Diretor vai ser finalizado e encaminhado para a Câmara.
Fonte:G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.