Novas imagens revelam 122 objetos no Índico que podem ser de avião malaio

Novas imagens de satélite revelam a presença de 122 objetos flutuando em uma zona de 400 quilômetros quadrados em uma das áreas de busca do sul do Oceano Índico, onde caiu o voo MH370, anunciaram nesta quarta-feira (26)  as autoridades da Malásia.
O ministro da Defesa da Malásia, Hishamudin Hussein, explicou em entrevista coletiva em Penang, a cerca de 50 quilômetros de Kuala Lumpur, que as imagens foram feitas no último domingo pela Airbus Defence & Space, fornecidas pela França na terça-feira e imediatamente transmitidas à Austrália, que coordena a busca.
Satélites da Austrália, China e França já haviam registrado imagens com objetos flutuantes possivelmente relacionados ao MH370, mas até o momento nenhum deles foi recuperado, apesar da gigantesca mobilização internacional.
Segundo Hussein, alguns dos objetos têm até 23 metros de comprimento, outros brilham, o que indica que podem ser sólidos. As peças flutuam a cerca de 2.557 quilômetros ao sudoeste da cidade australiana de Perth.
Seis países, com a Austrália à frente, vasculham hoje essa parte do Índico com sete aviões militares e cinco civis, o navio australiano HMS Success, o navio quebra-gelo Xue Long (Dragão de Neve) e o barco de guerra Qiandaohu, ambos chineses. A China anunciou ainda que outro navio, o Han Xun 1, também participará das buscas a partir de hoje.
O ministro afirmou ainda que as autoridades trabalham com quatro pistas, sendo uma delas a dos 122 objetos. As outras foram fornecidas anteriormente por imagens de satélite da Austrália, China e França.
“É imprescindível que possamos vincular os restos (encontrados) com o (voo) MH370, isso nos permitirá diminuir a zona de busca”, disse ele.
Fonte:UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.