Na primeira sem Evair, River-PI vence Caiçara por 2 a 0 e afasta time da crise

Por 

Após começar o segundo turno de forma catastrófica e com a demissão de Evair, o River-PI deu o primeiro passo rumo à reabilitação no Campeonato Piauiense. Em um jogo fraco, o Tricolor venceu o Caiçara por 2 a 0 na tarde deste domingo no Estádio Lindolfo Monteiro para um público total de 717 torcedores, sendo apenas 540 pagantes. A renda foi de R$ 5.640,00.
Os gols da partida foram marcados um em cada tempo. Na etapa inicial, o atacante Marclei abriu o placar. Já na última metade da partida foi a vez de Josué, que havia entrado ainda no primeiro tempo no lugar de Marciano, deixar sua marca após pegar rebote de Esquerdinha.
River-PI x Caiçara (Foto: Emanuele Madeira/GLOBOESPORTE.COM)River-PI e Caiçara jogaram para pouco mais de 700 torcedores (Foto: Emanuele Madeira/GloboEsporte.com)
Com o resultado, o River-PI somou os primeiros três pontos no returno do Campeonato Piauiense e assumiu a terceira posição, atrás de Barras e Parnahyba. Já o Caiçara continua com apenas um ponto, na sétima colocação. Na próxima quarta-feira, o River-PI viaja até Piripiri para enfrentar o 4 de Julho na Arena Ytacoatiara. No mesmo dia, o Caiçara recebe o Barras no Estádio Deusdeth de Melo, em Campo Maior.
Inacreditável Futebol Marclei
Talvez o torcedor riverino esperasse a mesma exibição do time quando enfrentou o Caiçara no primeiro turno. À época, o Galo goleou por 7 a 0. Mas uma olhada na escalação do técnico Péricles Veloso era um prenúncio de que a tarde no Lindolfo Monteiro seria bem diferente: apenas dois jogadores (o lateral esquerdo Ismael e o atacante Flávio) permaneceram entre os titulares do Leão de Campo Maior.
River-PI x Caiçara (Foto: Emanuele Madeira/GLOBOESPORTE.COM)Marclei perdeu gol, mas se redimiu deixando o seu (Foto: Emanuele Madeira/GloboEsporte.com)
E os primeiros minutos da etapa inicial foram amarrados com um festival de passes errados. Péricles e Lucas Andrade, técnico interino do River-PI, também sofreram com lesões de seus jogadores. Marciano teve que ser substituído por Josué, enquanto Ismael saiu para entrada do volante Alemão.   
Os atacantes do Caiçara pouco produziram, assim como o meia Felipe. Um chute desconcertante de Serginho, aos 21 minutos, e outro do lateral Edson, aos 44 minutos, foi o que de melhor aconteceu do ataque do Caiçara. Do Galo, Alex Santos e Amarildo se destacaram pelos lados do campo. 
Esboçando um domínio maior, o River-PI ameaçou mais. Aos seis, Marclei – travado por Roberto – e Thiago Marabá – no rebote – tiveram a primeira chance. Depois disso, o Galo voltou atacar somente aos 23 com uma tabela perfeita entre Alex Santos e Marclei. O lateral deixou o atacante cara a cara com Carlos Henrique, mas o camisa nove tricolor perdeu de forma inacreditável.
Quatro minutos depois veio a redenção de Marclei. Com uma cabeçada certeira no canto esquerdo do goleiro Carlos Henrique, o atacante saiu comemorando: 1 a 0. Além da chuva, uma confusão entre Marclei e Flávio, que continuou na saída para os vestiários, e Alemão e Esquerdinha finalizou o primeiro tempo.
Jogo duro… De assistir 
Tempo frio pela chuva, mas quente dentro de campo. Marcado por confusões, sobrou trabalho (e muito) para o árbitro Afonso Amorim. Esquerdinha, Marclei, Tales, João Neto e Thiago Marabá, do River-PI, e Alemão, Roberto e Flávio, do Caiçara, levaram cartões amarelos. Com faltas fortes – seis em 15 minutos – a partida ficou feia, duro de ver. Sobrou para o zagueiro Sadan o cartão vermelho.
River-PI x Caiçara (Foto: Emanuele Madeira/GLOBOESPORTE.COM)Thiago Marabá foi um dos amarelados em jogo duro no segundo tempo (Foto: Emanuele Madeira/GloboEsporte.com)
Com um jogador a menos desde os 15 minutos e atrás do placar, o Caiçara se arriscou e foi ao ataque. Mas deixou espaços para o time riverino. Em uma arrancada pelo lado esquerdo, Brasinha encontrou um corredor. O goleiro Carlos Henrique saiu atrapalhado da área e foi driblado pelo atacante, que rolou para Esquerdinha. O chute encontrou a trave, mas caiu nos pés de Josué para ampliar o placar. 

Adotando uma postura defensiva, o Caiçara dava claros sinais que aceitava o placar. Para o River-PI, o 2 a 0 estava de bom tamanho e o time comemorou os três primeiros pontos no returno. 
Fonte:globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.