Multinacional é condenada em MT a indenizar produtores em R$ 700 mil

Vívian Lessa

A Justiça determinou que dois produtores de Mato Grosso fossem indenizados pela Bayer Cropscience em R$ 700 mil por danos morais. Os agricultores pediram o ressarcimento do prejuízo devido à ineficácia do inseticida Stratego 250 EC no combate à ferrugem asiática na soja. A decisão é do juiz Anderson Candiotto, da Comarca de Diamantino, que solicitou ainda que a multinacional pague os lucros cessantes aos fazendeiros, que correspondem ao preço de mercado de 15.700,26 sacas de soja em abril de 2004. A Bayer informou que não foi notificada da decisão.

O produtor Paulo Roberto Rossdeutscher conta que esperou sete anos para ser ressarcido. Ele lembra que entrou com a ação em 2006, junto com o seu sócio, que também é um dos beneficiados, e um grupo de produtores da região. “Na época, usamos os produtos corretamente para o combate à ferrugem asiática, mas tivemos perdas grandes na produção. Por causa desses prejuízos tive que sair da atividade”.
Com o uso do inseticida, a produtividade da lavoura foi afetada, reduzindo de 55 sacas por hectare para 28,61 sacas por hectare, pontuando com uma perda de 19,3 mil sacas na safra em uma área de 734 hectares.
“Em verdade, o efeito que tal produto deveria ter causado à lavoura, destroçando a ferrugem asiática, ele acabou fazendo na vida dos autores e dos seus familiares, ao dizimar sua vida financeira e causar estragos de ordem patrimonial, emocional e profissional, de modo que, de fato, verifica-se que o Stratego causou um estrafego!”, diz trecho da decisão.

Outro lado
Por meio da assessoria de imprensa, a Bayer informou que não foi notificada oficialmente da decisão judicial, por isso, aguardará para se pronunciar sobre o assunto.
Fonte:G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.