Mulher morre ao comer bombons envenenados dados pelo namorado

Uma mulher de 50 anos morreu depois de comer bombons envenenados que foram dados pelo namorado, na madrugada do último dia 17, no município de Acaraú, a 255,1 km de Fortaleza. A neta da vítima também ingeriu a substância, mas foi levada ao hospital e sobreviveu. O suspeito, identificado como Ronaldo da Silva dos Santos, 40 anos, está foragido.
De acordo com Flávio Novaes, titular da delegacia de Acaraú, a técnica de enfermagem Ireuda Iracema Vasconcelos estava saindo do plantão no hospital Hospital e Maternidade Dr Moura Ferreira, por volta de 21h30min do último dia 16, quando seu namorado, que a esperava no carro dela do lado de fora do local, presenteou com os bombons. “Entre o percurso do hospital até a casa dela, ela ingeriu um bombom. Encontramos depois um papel dentro do veículo”, disse Flávio.
Ao chegar em casa, a vítima se despediu do namorado e entrou em sua residência, segundo relatos do filho de Ireuda, Jean Leno Vasconcelos. Na sala da casa, a neta da vítima comeu um bombom que estava com a avó. Depois, Ireuda entrou no seu quarto para ir dormir. Por volta de 23h30min, a neta de Ireuda começou a passar mal e foi levada ao hospital, onde recebeu tratamento e conseguiu sobreviver ao envenenamento. No entanto, quando a família chegou do hospital, por volta de 2h30min do dia 17, Ireuda já se encontrava morta.
O delegado disse que a perícia ainda não informou qual foi a substância colocada por Ronaldo nos bombons. Porém, o filho de Ireuda, que comentou que Ronaldo tinha o costume de dar bombons a sua mãe, supõe que se tratava de “chumbinho”. Tanto o delegado quanto o filho afirmam que a motivação do crime seria por conta de ciúme. “Eles já namoravam há 4 anos, mas viviam acabando e voltando. O relacionamento era muito conturbado por conta de ciúmes de Ronaldo”, disse Flávio.
Um pedido de prisão preventiva do suspeito foi mandado pela Polícia, que está à procura de Ronaldo, foragido desde o dia do crime. O delegado disse que o suspeito é natural de Alagoas e tem mandado de prisão por tráfico de drogas na Paraíba.
Redação O POVO Online

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.