Moto empata com o Santa Quitéria e chega à final do returno do Estadual

Em jogo válido pela segunda partida da semifinal do returno do Maranhense, o Moto Club empatou com Santa Quitéria por 3 a 3, neste domingo, no Castelão, em São Luís-MA. Por ter vencido a partida de ida por 4 a 1, o Papão do Norte segue à final da competição e agora aguarda o vencedor de Sampaio e Cordino.
Moto x Santa (Foto: Zeca Soares/GloboEsporte.com)Moto Club saiu atrás no placar, conseguiu virada, mas cedeu empate ao Santa (Foto: Zeca Soares/GloboEsporte.com)
O meia Kléo marcou dois gols do Moto: aos 43 do primeiro tempo, de pênalti, e aos 10 da etapa final, de falta. Gabriel, aos 18 do segundo tempo, fez o terceiro. Os gols da Raposa foram marcados por Leandro, aos 25, e Niel, aos 45, ambos na etapa inicial. No final do segundo tempo, aos 42, Moisés empatou o jogo para o Santinha.
A renda da partida somou R$ 24.080. O público pagante foi de 1.572 e total foi de 2.079. Segundo boletim oficial, 557 pessoas não pagaram ingresso.
O Moto Club enfrenta Sampaio ou Cordino, que decidem a vaga nesta segunda-feira, também no Castelão. Em Barra do Corda, o time tricolor venceu por 5 a 1.
As partidas decisivas da final do returno serão realizadas nesta quinta e nesse domingo. Por melhor campanha no segundo turno, independente do adversário, o Moto tem a vantagem de fazer o jogo de volta em casa e ainda pela igualdade na soma dos resultados.
Papão desligado e Raposa esperta
Apesar da larga vantagem, o Moto Club tomava a iniciativa da partida. A posse de bola era quase toda do time rubro-negro, que mostrava grande superioridade no jogo. Apesar da força do time motense, as chances não apareciam ou não eram claras e a torcida começava a impaciência do time parecia atrapalhar.
O Santa Quitéria chegava ao gol do Moto de forma esporádica e não trazia perigo. Só aos 15 minutos do primeiro tempo com uma cabeça de Grafite foi que o goleiro Ruan foi mais exigido.
Moto x Santa Quitéria (Foto: Zeca Soares/GloboEsporte.com)Moto Club e Santa Quitéria jogaram no Castelão (Foto: Zeca Soares/GloboEsporte.com)
A partir deste momento só deu Santa Quitéria, que acordava dentro da partida a pressão da Raposa era tanto que aos 25 minutos, após cobrança de escanteio, o zagueiro Leandro fez de cabeça. O lance foi duvidoso e o time rubro-negro reclamou de impedimento.
O Santa Quitéria continuou pressionando e construiu boas chances para ampliar o placar. Em seguida, a partir dos 30 minutos, o Moto chegou a acordar e começava a nivelar o confronto.
Aos 35 minutos, Henrique caiu na área e o Moto reclamou de um pênalti não marcado. Logo em seguida, aos 43 nova queda do atacante rubro-negro e dessa houve a marcação da arbitragem. Kléo bateu com tranquilidade e empatou o jogo.
A partida tinha tanto equilíbrio que no lance subsequente o Santinha empatou. Aos 45 minutos do primeiro tempo, Niel chutou forte na saída do goleiro Ruan, 2 a 1.   

Virada e novo empate  
A segunda etapa começou da mesma forma que o tempo inicial: bastante equilibrada. Mas, atrás no placar, o time motense ia tentando tomar as rédeas do jogo. Com mais vontade, as oportunidades iam surgindo.

Com crescimento do Moto, o gol de empate era questão de tempo. Até que aos 10 minutos da etapa final, Kléo sofreu e bateu falta com categoria, empatando o jogo em 2 a 2.
Seguindo superior a virada do Moto veio por meio de um jogador que saiu do banco de reservas. Aos 18 minutos, o atacante Gabriel recebeu cruzamento e botou para dentro, 3 a 2.
Após o gol da virada o Moto Club voltou a pisar no freio. Buscando empate, o Santa Quitéria cresceu e o goleiro Ruan vinha sendo o grande nome da partida. 
Mas a insistência da raposa foi premiada no fim. Aos 42, Moisés arriscou de fora e fez um golaço, 3 a 3. O resultado não foi suficiente e Moto garantiu classificação. 
Moto Club: Ruan; Diego Renan, Luís Fernando, Fernando Fonseca e Flávio (Romano); Pierre, Curuca, Kléo e Jefferson Abreu; Henrique (Fernandão) e Vitor (Gabriel).
Santa Quitéria: Flauberth; Rafael (Marlon), Leandro, Grafite e Mateus (Evandro); Fagner, Eider, Ivan e Moises, Gustavo e Niel (Zé Maria).
Fonte:Globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.