“Meu Pedacinho de Chão” e o duelo entre o progresso e o retrocesso, Confira!

Coronel Epa (Osmar Prado) é um latifundiário que se posiciona contra toda forma de progresso. Retrógrado e centralizador, não admite que Pedro Falcão (Rodrigo Lombardi), um entusiasta do desenvolvimento de Vila Santa Fé, tenha doado parte de suas terras para que fossem construídas a venda de seu Giácomo (Antonio Fagundes) e até mesmo uma capela, que ficou aos cuidados do padre de descendência alemã, querido por todos, e chamado de Padre Santo (Emiliano Queiroz). Além disso, Epa nunca perdoou Pedro por tê-lo derrotado nas últimas eleições municipais, elegendo seu protegido e parceiro político, o Prefeito das Antas (Ricardo Blat).

O duelo entre os dois se torna ainda mais acirrado quando Pedro Falcão, com a aprovação de todo vilarejo, decide criar a primeira escola daquela região. Epa levará até às últimas consequências isso que é por ele considerado uma afronta pessoal. Epaminondas é o arquétipo do Mal, representa a Sombra, o Retrocesso, a Decadência, a Vaidade e a Prepotência. Já Pedro Falcão é o arquétipo do Justiceiro, representa o Trabalho e a Terra.

O núcleo de Epa

O Coronel Epaminondas (Osmar Prado), após se tornar viúvo de dona Sofia, casa-se, pela segunda vez, com a afogueada Madame Catarina (Juliana Paes). Exuberante, Catarina carrega consigo a força e a intensidade do feminino. Ela é o arquétipo da Graça, da Sensualidade, da Maternidade e dos Instintos. Com Catarina, Epa teve a singela Pituca (Geytsa Garcia)  ou Pituquinha, como muitos a chamam.

Além de Pituca, ele é pai também de Ferdinando (Johnny Massaro), oriundo do seu primeiro casamento. Desde muito jovem, Ferdinando saiu de casa para estudar. Já homem feito, ele retorna à Vila Santa Fé após ter concluído a faculdade de Agronomia. Só que o pai está aguardando seu primogênito como um brilhante advogado, justamente para fazer frente, como político, ao senhor Pedro Falcão (Rodrigo Lombardi), ao atual Prefeito (Ricardo Blat) e a todos os seus aliados. Madame Catarina, madrasta querida de Ferdinando, é a única pessoa que sabe que o rapaz vai voltar agrônomo e não advogado, para a maior decepção da vida de Epaminondas.

Na fazenda de Epa vivem também, entre outros agregados, a Mãe Benta (Teuda Bara), parteira e benzedeira respeitada por todos, e seu filho Zelão (Irandhir Santos), além de Rodapé (Flávio Bauraqui). Também trabalham na Casa Grande, como é chamada a residência de Coronel, Amânica (Dani Ornellas) e Rosinha (Letícia Almeida).

‘Meu Pedacinho de Chão’, de Benedito Ruy Barbosa com direção de Luiz Fernando Carvalho, tem estreia prevista para abril. A próxima novela das seis traz atores como Antonio Fagundes, Osmar Prado, Juliana Paes e Rodrigo Lombardi e também um elenco estreante em novelas, como Cintia Dicker, Bruno Fagundes, Irandhir Santos e Johnny Massaro. Compõem o elenco ainda Bruna Linzmeyer, Flávio Bauraqui, Emiliano Queiroz, Ricardo Blat, Inês Peixoto, Paula Barbosa, Dani Ornellas e Teuda Bara, entre outros talentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.