Justiça do PA recebe denuncia contra ex-prefeito acusado de homicídio

Ex-prefeito de Tomé-Açú já está preso em penitenciária da RMB (Foto: Reprodução/TV Liberal)Ex-prefeito de Tomé-Açu responde a processo em
liberdade (Foto: Reprodução/TV Liberal)
O Tribunal de Justiça do Pará recebeu, nesta sexta-feira (14), a denúncia do Ministério Público contra o ex-prefeito de Tomé-Açu, Carlos Vinícius de Melo Vieira. Ele e o pai, Carlos Antônio Vieira, foram acusados pela promotoria de terem participado do assassinato do empresário Luciano Capacio e do advogado Jorge Pimentel, que foram mortos em 2 de março de 2013. A primeira audiência do caso foi marcada para o dia 29 de maio.
Segundo o Ministério Público, o crime teve motivos políticos. Além dos acusados, o MP aponta o envolvimento de outras cinco pessoas no duplo homicídio. A promotoria pede que o caso seja levado a júri popular, mas o pedido ainda será avaliado pelo tribunal. O advogado do ex-prefeito, Jânio Siqueira, informou ao portal G1 que irá sustentar a tese de negativa de autoria, e acredita que o processo irá transcorrer de forma tranquila.
“Na semana passada os acusados foram na presença do juiz, se colocaram à disposição da justiça e deram demonstração de que não há risco de fuga, e que não farão obstrução ao processo”, disse Siqueira.
Apesar disso, o advogado critica a forma como o inquérito foi conduzido. “A defesa vai demonstrar que há muita coisa a ser questionada. Vislumbramos aqui que houve ilegalidade na captação de provas. Isso nulifica o processo como um todo”, avalia.

Entenda o caso
Carlos Vinícius de Melo Vieira, assim como seu pai, Carlos Antônio Vieira, são suspeitos de serem os mandantes do assassinato do advogado Jorge Pimentel e do empresário Luciano Capácio. Em março, dias depois do crime,  a polícia apresentou na Delegacia Geral em Belém, dois suspeitos de envolvimento no crime. O ex-prefeito foi preso no último dia 11 de novembro, no Distrito Federal. Em dezembro de 2013, uma decisão do STF permitiu que o réu aguardasse o julgamento em liberdade.
Fonte:G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.