Janja diz que Pabllo Vittar, Duda Beat e Teresa Cristina já confirmaram presença em show da posse de Lula


De acordo com futura primeira-dama, mais de 20 atrações estão confirmadas no evento que ocorrerá no dia 1º de janeiro em Brasília. Caetano Veloso, Gilberto Gil e Emicida foram convidados. Pabllo Vittar declarou voto em Lula na eleição presidencial deste ano
Reprodução/Instagram/Pabllo Vittar
A futura primeira-dama do Brasil, Janja da Silva, anunciou nesta quarta-feira (30) que Pabllo Vittar, Duda Beat, Gaby Amarantos, Martinho da Vila, Valesca Popozuda, Chico César e Teresa Cristina já confirmaram presença em show da posse do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT), no dia 1º de janeiro de 2023.
A esposa de Lula ficou responsável pela organização da cerimônia de posse de Lula, que sucederá Jair Bolsonaro (PL) na Presidência da República. De acordo com Janja, mais de 20 atrações já estão confirmadas no evento em Brasília.
A petista disse que a equipe da transição enviou também convites aos cantores Caetano Veloso, Gilberto Gil, Ludmilla e Emicida, mas ainda não houve confirmação da participação dos cantores.
“São artistas que estiveram conosco na nossa caminhada, que nos acompanharam durante a campanha, participaram do segundo turno. A gente já tem algumas confirmações aí pro dia 1º [de janeiro], e a gente tá trabalhando nesta lista. Temos mais de 20 nomes confirmados”, afirmou Janja.
Entre os artistas já confirmados, segundo a futura primeira-dama, estão:
Pabllo Vittar
BaianaSystem
Duda Beat
Gaby Amarantos
Martinho da Vila
Gilsons
Chico César
Teresa Cristina
Maria Rita
Valesca Popozuda
“E eu, pessoalmente, entrei em contato com Gilberto Gil. Ele tá na Europa agora, estava no Qatar, e tá na Europa. Estou aguardando confirmação, fiz um convite a Caetano Veloso, à Ludmilla e ao Emicida. Então, a gente tá aí aguardando essas respostas que, com certeza, vão se confirmar e teremos uma grande festa no dia primeiro”, acrescentou a esposa de Lula.
A futura primeira-dama disse ainda que os shows terão início assim que for encerrada a cerimônia oficial no Palácio do Planalto. “A ideia é fazer desde início da manhã algumas atividades culturais. À tarde, paramos pra posse institucional e voltamos com palco às 18h30”, disse.
Ainda segundo Janja, serão dois palcos montados para a festa, um receberá o nome de Gal Costa. O outro se chamará Elza Soares.
A futura primeira-dama, Janja da Silva, e o presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, em outubro de 2022
Marcos Serra Lima/g1
Roteiro e segurança
Em entrevista no Centro Cultural Banco do Brasil, sede do governo de transição, Janja contou também que a cerimônia oficial seguirá o roteiro institucional, com “pequenas e poucas alterações” em relação ao que tradicionalmente ocorre.
Questionada se há preocupação com a segurança de Lula e demais autoridades, a petista disse que sempre que um evento envolve o marido existe preocupação.
Ela acrescentou que está sendo elaborado um esquema de segurança com a participação de agentes da Polícia Federal e das Forças Armadas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.