Gol no fim garante vitória sobre Guarani-MG e vaga ao Galo na semi

Por 

  • foi bem
    base alvinegra
    A vitória foi conquistada em jogada com dois pratas da casa do Galo. Alex Silva, de 19 anos, cruzou a bola da direita, e Marion, de 22, concluiu.
  • na tabela
    vaga no G-4
    O Galo, com 20 pontos, garantiu uma vaga na semifinal. Pode ficar com o segundo lugar se o Boa perder para o América-MG na quarta-feira.
  • a decepção
    Neto Berola
    O atacante, que havia feito um gol de letra na rodada anterior, ficou preso na marcação e pouco ajudou. Foi substituído por Carlos no segundo tempo.

O primeiro gol como profissional de Marion, marcado apenas aos 44 minutos do segundo tempo, garantiu ao Atlético-MG a vitória por 1 a 0 sobre o Guarani-MG no Farião e a classificação para as semifinais do Campeonato Mineiro. O time de Paulo Autuori soma 20 pontos, na segunda colocação (seis a menos do que o Cruzeiro), e ainda pode ser ultrapassado pelo Boa Esporte, que tem 16 e uma partida a menos.
O Galo escalou seus reservas, que, diferentemente das oportunidades anteriores, encontraram dificuldades na marcação. A equipe de Divinópolis teve as melhores chances do jogo e poderia ter conquistado uma importante vitória, que a deixaria fora do Z-2. Ela soma oito pontos e está em 11º lugar, à frente apenas do Minas Futebol por causa do critério de saldo de gols.
Os reservas de Paulo Autuori vinham de duas goleadas no estadual: 4 a 1 sobre o Villa Nova e 5 a 0 sobre a URT. Marion, de 22 anos, substituiu o volante Rosinei no intervalo.
Na última rodada do Mineiro, o Atlético-MG recebe o Boa Esporte, seu possível concorrente ao segundo lugar, às 16h de domingo, no Independência. Antes, na quarta-feira (às 22h), tem o duelo contra o Nacional, no Paraguai, pela Taça Libertadores. O Guarani tentará sua salvação em Juiz de Fora, contra o Tupi, também às 16h de domingo.
Marion fez o gol da vitória do Atlético-MG contra o Guarani-MG (Foto: Reprodução / TV Globo Minas)Marion faz o gol da vitória do Atlético-MG aos 44 do segundo tempo (Foto: Reprodução / TV Globo Minas)
Jogo pegado e poucas chances
O jogo começou truncado e se manteve assim até a metade da primeira etapa. Os principais lances de perigo até então foram do Bugre, numa cabeçada de Marx na trave e um chute na grande área do atacante Michel Eloi defendido por Giovanni. O Galo passou a pressionar, mas sem levar perigo ao gol de George.
André e Berola eram bem marcados, e Guilherme tinha pouco espaço para armar as jogadas. Em contra-ataque, o Tardelli do Guarani-MG perdeu chance incrível, que Giovanni espalmou no reflexo. Para não dizer que não fez George trabalhar, Neto Berola foi lançado por Guilherme e chutou na entrada da área para o camisa 1 mandar para escanteio – na única boa chance do Galo no primeiro tempo.
Galo melhora e só marca no fim
Na segunda etapa, Paulo Autuori resolver ser mais ofensivo e tirou um volante para a entrada de um velocista. Rosinei deu lugar para Marion, que passou a puxar o Galo para o campo de ataque e incomodar mais a defesa bugrina.
Carlos entrou no lugar de Neto Berola, que, ao contrário dos jogos anteriores, não conseguiu ajudar muito no ataque. Quando o resultado parecia que ficaria zerado em Divinópolis, brilharam as estrelas da base alvinegra. O lateral Alex Silva fez boa jogada, com insistência, e cruzou para Marion completar para a rede.
Fonte:Globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.