Gilberto Gil tem encaixotados 12 álbuns da fase 1967–1977 em edições em CD


Gilberto Gil tem relançados álbuns da fase inicial da discografia em caixa comemorativa dos 80 anos do artista
Divulgação
♪ Única grande gravadora que vem investindo na produção de LPs e CDs no Brasil, a Universal Music aproveita o gancho dos 80 anos de Gilberto Gil – festejados em 26 de junho – e lança a caixa Gilberto Gil 80 anos. A caixa embala edições em CD de 12 álbuns gravados por Gil entre 1967 e 1977.
Os discos voltam ao CD em edições que trazem textos do produtor Thiago Marques Luiz sobre cada um dos 12 álbuns.
Foram encaixotados os álbuns Louvação (1967), Gilberto Gil (1968), Gilberto Gil (1969), Gilberto Gil (1971), Expresso 2222 (1972), Gilberto Gil ao vivo USP (1973 – disco editado originalmente em 2017 em caixa com três CDs com registros até então inéditos de shows feitos pelo cantor nos anos 1970), Cidade do Salvador (1974 – disco duplo arquivado na época e lançado somente em 1998), Gilberto Gil ao vivo (1974), Refazenda (1975), Doces Bárbaros (1976, com Caetano Veloso, Gal Costa e Maria Bethânia), Refavela (1977) e Refestança (1977, com Rita Lee).
Sete desses 12 títulos da fase inicial da discografia de Gil já tinham sido reunidos há 24 anos na caixa Ensaio geral (1998).
O anúncio da edição da caixa Gilberto Gil 80 anos pela gravadora não fala em remasterização, levando a crer que as edições são novas somente no que diz respeito à reapresentação da arte gráfica dos discos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.