Fortaleza e Ceará ficam no empate no primeiro Clássico-Rei de 2014

Sandro comemoração Fortaleza x Ceará (Foto: Kid Júnior/Agência Diário)Sandro comemora gol no clássico contra o Fortaleza (Foto: Kid Júnior/Agência Diário)
Tecnicamente, a partida não foi o que mais se esperava para o primeiro Clássico-Rei de 2014. Mesmo assim, não sobrou emoção para o empate entre Fortaleza e Ceará, na Arena Castelão, na tarde deste domingo (9), pelo hexagonal final do Campeonato Cearense. Sandro e Robert fizeram os gols em uma partida marcada por forte atuação das defesas e por dois tempos distintos para cada um dos times, que criaram boas chances de modificar o placar.
O resultado deixa a situação das duas equipes do mesmo jeito de antes do clássico. O Leão do Pici permanece na liderança desta segunda fase do Cearense. Já o Ceará é o quarto colocado na competição. 
Na próxima rodada, o Fortaleza encara o Horizonte, no Estádio Domingão, às 22 horas da quarta-feira (12). Já o Ceará só joga pelo estadual na sexta-feira (14), contra o Guarani de Juazeiro. Antes, nesta mesma quarta-feira, o Vovô recebe o América-RN, no Castelão, pelas semifinais da Copa do Nordeste, às 22 horas.
Muita movimentação e dois gols
A primeira etapa do Clássico-Rei começou em ritmo bem veloz. As duas equipes chegavam sempre com perigo ao campo de ataque. Com mais posse de bola, o Ceará ameaçou mais e o Fortaleza chegava nos contra-ataques.
Magno Alves e Ricardinho eram os mais fortes no ataque. Do outro lado, Robert criava as melhores jogadas tricolores. Mas coube mesmo a um zagueiro abrir o placar na Arena Castelão. Aos 22 minutos, Rogerinho cobrou escanteio e Sandro mergulhou para deixar o Vovô na frente do placar.
O empate não demorou muito. Após a parada técnica, o Tricolor do Pici começou a crescer em campo e tinha o melhor toque de bola no meio-campo. Tanto que, depois de duas chances perdidas, Robert aproveitou o rebote de Luís Carlos, após chute de Walfrido. Eram passados 39 minutos.
Robert comemoração Fortaleza x Ceará (Foto: Bruno Gomes/Agência Diário)Robert marcou contra o Ceará e determinou empate no Clássico-Rei deste domingo (Foto: Bruno Gomes/Agência Diário)
Tricolor bem melhor
No segundo tempo, o Ceará colocou Assisinho em campo. A ideia do técnico Sérgio Soares era dar mais movimentação no meio-campo e ataque alvinegros. Contudo, a mudança não surtiu efeito e o Alvinegro de Porangabuçu começou a perder espaço em campo.
Em contrapartida, o Fortaleza dominava as principais ações em campo e deixava o Ceará à mercê dos contra-ataques. Era, basicamente, o contrário do que havia ocorrido em parte do primeiro tempo.
O tempo foi passando e o terceiro gol da partida não saia. Waldison, Robert e Marcelinho Paraíba continuam dando muito trabalho à defesa alvinegra. Enquanto o ataque alvinegro, mesmo com três homens, não criava o suficiente para marcar.
No final, o placar ficou sem modificação e os times alternaram chances reais de gol nos últimos cinco minutos. Bom para o torcedor que vibrou até o apito final do árbitro.
Fonte:Globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.