Escultura de peixe em Piracicaba é pichada com ‘ditadura nunca mais’

Escultura de peixe tem pichação contra ditadura militar em Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)Escultura de peixe tem pichação contra ditadura militar em Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
A escultura de peixe dourado que recepciona os visitantes de Piracicaba (SP) na Rodovia Luiz de Queiroz, que liga a cidade a Santa Bárbara d’Oeste (SP), amanheceu com pichações contra o regime militar nesta terça-feira (1). Esta foi uma das pichações para lembrar o Golpe Militar ocorrido há 50 anos no Brasil. O muro de uma empresa e os tapumes de um prédio próximos ao local também receberam críticas ao regime que perdurou por 21 anos.
Escultura de peixe tem pichação contra ditadura militar em Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)Escultura de peixe tem pichação contra ditadura
militar em Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
Os dois lados do peixe tiveram inscrições. Motoristas que chegam na cidade podem visualizar a frase “ditadura nunca mais”; já no outro lado foi pichado “Luis Hirata vive”, uma menção ao aluno da Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (Esalq), que foi morto durante o período da ditadura. O muro de um estabelecimento que fica em um dos acessos à rodovia e tapumes de um prédio em construção tinham a pichação “prisão aos torturadores”.
‘Peixe do desabafo’
Inaugurado em 2012, o peixe custou R$ 90 mil aos cofres públicos e serve como um adorno ao portal da cidade. Desde que ficou pronto, o local foi alvo de diversas pichações, principalmente contra ações dos vereadores e também da Prefeitura.
Tapumes de prédio em construção foram pichados contra ditadura militar em Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)Tapumes de prédio em construção foram pichados
contra ditadura militar (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
Em janeiro de 2013, o local foi pichado com a inscrição “feliz 66%”, fazendo referência ao aumento salarial dos parlamentares naquela época. Já em junho do mesmo ano, vândalos picharam o peixe com mensagens contra o aumento da tarifa de ônibus urbano com a frase “Ferrato, seus dias estão contados; R$ 3,40 é roubo”. Em novembro do ano passado, a escultura foi alvo de pichadores novamente, desta vez com as frases “agrotóxico mata” e “aqui o peixe não para”, esta última em referência à tradução do tupi-guarani que dá nome à cidade.
Prefeitura de Piracicaba
Em todas as vezes que o monumento foi pichado, o Executivo pintou o peixe novamente. Sobre o caso desta terça-feira (1), a Prefeitura informou que, “mais uma vez, vai providenciar a pintura do monumento na entrada da cidade o mais rápido possível”. A reportagem questionou se seria tomada alguma providência para evitar novos atos de vandalismo, mas não houve resposta.
Muro teve pichações contra regime militar em Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)Muro teve pichações contra regime militar em Piracicaba (Foto: Fernanda Zanetti/G1)
Fonte:G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.