Destemido, Jayme não se abala com empate e quer duas vitórias fora

Após o empate em 2 x 2 com o Bolívar, nesta quarta-feira, diante de sua torcida no Estádio do Maracanã, os jogadores do Flamengo não esconderam o abatimento, mas ainda buscaram manter um discurso otimista com relação aos próximos jogos da equipe na Libertadores. Jayme de Almeida, no entanto, foi bem mais otimista. O comandante pediu para o seu grupo levantar a cabeça e garantiu não ter medo de nenhum adversário que vai enfrentar neste Grupo 7 da Libertadores.
Ao fechar o turno com quatro pontos, o Flamengo tem uma sequência complicada, já que enfrenta o Bolívar, em La Paz, e o Emelec, no Equador. Sendo assim, a maior preocupação do time brasileiro é com relação às condições climáticos do próximo palco. A altitude boliviana assusta, ainda mais quando é preciso recuperar pontos perdidos no Maracanã.
“Temos que levantar a cabeça. Eu, particularmente, não posso reclamar, em nenhum momento, desse grupo, que lutou o tempo inteiro, Temos que treinar, ver os nossos erros e melhorar em alguns aspectos para jogar em La Paz. A chave está bastante embolada. Temos time para ganhar na Bolívia e não tenho medo de jogar lá”, garantiu Jayme de Almeida, esbanjando confiança na entrevista coletiva.
Com relação à sequência do Flamengo, o treinador manteve o discurso destemido. Para Jayme de Almeida, ainda não com que ficar tão preocupado, já que nada está perdido após o empate em casa com o Bolívar. Ao pregar respeito com os adversários, o comandante rubro-negro afirmou que seu grupo é capaz de vencer os bolivianos, e, posteriormente, o Emelec.
“Eu não tenho medo de enfrentar nenhum adversário, então serão dois jogos fora de casa que jogaremos de igual para igual. Não tem isso de que já está tudo perdido, vamos jogar para vencer. Eu respeito os adversários, sei que eles são forte dentro de casa, mas temos chance de vencer. Para classificar, precisamos buscar o resultado fora e vamos lá para fazer isso”, completou Jayme de Almeida.
O resultado desta quarta-feira deixa o Flamengo com quatro pontos conquistados, dividindo o segundo posto com o mexicano León. O líder do grupo é o equatoriano Emelec, que tem sete, enquanto o Bolívar ainda sonha com a vaga, somando apenas dois na lanterna. Sendo assim, voltar a perder pontos para os bolivianos em La Paz, na próxima quarta-feira, às 22 horas (de Brasília), poderia deixar a equipe brasileira em situação muito complicada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.