Cuiabá marca no fim e abre vantagem sobre o Luverdense na final

Um tinha um ataque com poucos gols, apenas oito em 10 jogos. O outro avançou à final, sem marcar nenhum na semifinal. No fim, placar magro de 1 a 0, com gol no finalzinho. Cuiabá e Luverdense iniciaram a disputa da final do Campeonato Mato-grossense neste domingo, e o Dourado levou a melhor. 
Apesar do jogo fraco tecnicamente, o Cuiabá viu a cabeça de Samuel, aos 42 do segundo tempo, colocar o time em vantagem. A partida foi disputada neste domingo, no Estádio Presidente Dutra, em Cuiabá. 

Se o Cuiabá tem um ataque pouco produtivo, o Luverdense vêm de dois empates sem gols com o Operário. Nos pênaltis foi mais efetivo e garantiu presença na decisão. O consolo para o time de Lucas do Rio Verde é ter o melhor ataque da competição, ainda escorado na boa fase da primeira fase, além de ainda não ter perdido quando atua em casa.
No fim das contas, melhor para o Cuiabá que joga por um empate, na partida da volta, para levantar seu quinto título estadual. Ao Luverdense, resta a vitória por dois gols de diferença para chegar ao tricampeonato. Vitória por um gol de vantagem, leva a disputa para as cobranças de pênaltis. 

As equipes voltam a se enfrentar no próximo domingo, às 15h, no Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde. 

Os dois treinadores tiveram desfalques para o duelo. Enquanto Luciano Dias não pôde contar com o volante Vinicius Kiss e com o atacante Caio, o técnico Júnior Rocha perdeu o lateral-esquerdo Edinho, além do zagueiro Zé Roberto, que já não vinha atuando. A partida teve poucas chances. Um pouco pela condição ruim do gramado. O restante, pela tarde pouco inspirada das equipes. 
Cuiabá e Luverdense final do Mato-grossense 2014 (Foto: Christian Guimarães)Partida foi disputada sem muitas chances (Foto: Christian Guimarães)

Domínio dos visitantes

Favorito desde o início para ser campeão mato-grossense, o Luverdense teve ligeira superioridade na primeira etapa. Com os rápidos e habilidosos Fernando e Misael na frente, o Verdão do Norte arriscou mais e esteve mais perto de abrir o placar. 

E foi essa dupla quem criou boa chance em contra-ataque, aos 19 minutos. . Fernando lançou Misael, que apostou corrida com Gean, ganhou, mas na hora do cruzamento o goleiro Willian Alves deu um toquinho na bola, suficiente para desviar o lance. 

No lance seguinte, aos 21, Misael relembrou as pedaladas de Robinho e deixou Diego Macedo no chão. Porém, cruzou fraco a tempo da zaga cuiabana afastar. No irregular, molhado e esburacada gramado do Estádio Presidente Dutra, os times quase não conseguiam jogar. 

O Cuiabá apostava nas bolas alçadas à área, para se aproveitar da alta estatura da dupla de ataque: Edy e Tiago Chulapa. E foi com essa arma, aos 26, que o Luverdense quase marcou. Se não fosse a falta de pontaria de Washington, a bola teria destino certo. 

Para os torcedores do Cuiabá, o único momento que puderam ver seu time criar veio aos 29. Tiago Chulapa ganhou no corpo da zaga, mas na hora do arremate mandou pra fora. 

Gol salvador no fim

Veio o segundo tempo, as alterações, sangue novo em campo, mas nada de muitas chances. A escassez foi tanta que até os 30 minutos, a única bola perigosa saiu aos nove, quando Gean fez boa jogada pela esquerda, mas na hora do cruzamento a bola cruzou toda a área, sem ninguém colocar pra dentro. 

Até que aos 42, Ruan cobrou escanteio na cabeça de Samuel que testou firme, para o fundo das redes. E foi só. 
Zagueiro Samuel do Cuiabá (Foto: Christian Guimarães)Zagueiro Samuel marcou de cabeça (Foto: Christian Guimarães)


Escalações

Cuiabá – Wiliian Alves, Éder Sciola, Diego Macedo, Samuel e Ruan; Gean, Natan, Rafael Frarão (Hildo) e Alan Popó (Éder Belém); Edy (Valdanes) e Tiago Chulapa. Técnico – Luciano Dias

Luverdense – Gabriel Leite, Raul Prata, Braga, Renato e Samuel; Júlio Terceiro (Carlão), Gilson, Jailton e Washington; Misael e Fernando (Mateus Lima). Técnico – Júnior Rocha
Fonte:Globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.