Com dois de Gedeil, Macaé goleia e deixa o Duque muito perto da queda

Demorou 14 rodadas, mas o Macaé enfim chegou à primeira vitória dentro do Moacyrzão neste Campeonato Carioca. Junto com o triunfo, o Leão jogou mais uma pá de cal no desesperado Duque de Caxias. Neste domingo, o Alvianil até saiu atrás do placar, mas, com uma atuação segura, goleou o Tricolor da Baixada por 4 a 1. A tarde ainda foi mais especial para o capitão Gedeil, que comemorava o seu jogo número 200 e ainda marcou duas vezes.

Enfrentando o desesperado Duque de Caxias, o Macaé precisava de uma vitória para espantar de vez qualquer chance de rebaixamento. Do outro lado, o Tricolor da Baixada, que até chegou a abrir o placar, tentava o triunfo para continuar respirando por aparelhos no Carioca. Entretanto, quem dominou mesmo foi o Leão, que não se abateu com o gol de Washinton e não teve dificuldades para virar a partida, inclusive com um segundo tempo praticamente impecável.
O resultado livrou o Macaé de qualquer resquício de chance de rebaixamento. A vitória deixou o Alvianil Praiano na décima colocação com 16 pontos. O Duque de Caxias, entretanto, assumiu a lanterninha da competição. Como o Audax derrotou a Cabofriense, o Tricolor da Baixada caiu para a última posição com apenas nove pontos. Agora, para se livrar da degola, o Duque precisa vencer o Vasco e torcer por derrotas do Audax e também do Resende.
Gedeil marcou duas vezes - Macaé Duque de Caxias (Foto: Vitor Costa/Divulgação)Gedeil, homenageado do dia, marcou duas vezes (Foto: Vitor Costa/Divulgação)

Macáe leva susto, mas vira
Assombrado pelo fantasma do rebaixamento, o Duque de Caxias não tinha alternativa a não ser se lançar ao ataque. O Macaé, por sua vez, jogando em casa, também tentava jogadas ousadas nos primeiros minutos. O resultado foi uma partida franca e aberta. Nesta guerra “ofensiva”, melhor para o Duque, que abriu o placar com Washington, aos 20 da primeira etapa.
A derrota ainda deixava o Macaé com chances de queda. Por isso, o Alvianil Praiano não deu chances ao azar. Três minutos depois de levar o gol, João Carlos, em bela trama do ataque, tratou de empatar a partida. O gol deu ânimo ao Macaé na partida, que passou a dominar o jogo até o fim. O Duque de Caxias ainda teve Gleisson expulso depois de entrada violenta em cima de Marquinho. A pressão incessante do Macaé deu resultados ainda na primeira etapa. Aos 45, Gedeil, o homenageado da tarde, marcou o segundo do Leão, de cabeça, após escanteio bem batido.
Gedeil marca de novo, e Macaé mata o jogo
O Macaé voltou para a etapa final com a mesma pegada do fim do primeiro tempo. Logo aos 10 minutos, Ernani foi derrubado dentro da área. Pênalti. O centroavante Waldir foi para a cobrança, mas a bola tocou na trave e morreu na linha de fundo. O erro não abalou o Leão, que continuou o bom volume de jogo. Aos 18, Gedeil tirou um belo chute da cartola e marcou o terceiro do Macaé.
Apático, o Duque de Caxias não se encontrava em campo e pouco assustava os donos da casa. O Macaé dominava completamente as ações. Aos 25, Waldir recebeu na boa dentro da grande área e, com um belo toque por cima, marcou o quarto gol do Macaé. O sofrimento do Duque continuou até o fim do jogo, já que o Leão, em duas oportunidades, quase marcou o quinto.
Fonte:Globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.