Coleta de lixo é retomada no Recife, após decisão judicial contra a greve

Após a decisão do Tribunal Regional do Trabalho da 6ª Região (TRT), que declarou a ilegalidade da greve dos trabalhadores da limpeza urbana do Recife, a Vital Engenharia Ambiental informou que o recolhimento do lixo será retomado ainda na noite desta sexta-feira (28), de modo que o serviço seja normalizado ainda neste final de semana.
Por meio de nota, a Empresa de Limpeza Urbana do Recife (Emlurb) informou que, “para manter os serviços essenciais de coleta até a sua regularização, o órgão irá disponibilizar 62 caminhões e 148 trabalhadores remanejados de outros serviços”.
O Sindicato dos Trabalhadores em Empresas de Asseio e Conservação de Pernambuco (Stealmoaic) informou que está fazendo um grande esforço para cumprir a determinação judicial o mais rapidamente possível. “Não sabemos o endereço dos 2 mil trabalhadores mas, pelos nossos canais sindicais, toda a diretoria está se movimentando para fazer chegar ao conhecimento da categoria o teor dessa decisão. As equipes estão nas ruas, tentando desmobilizar os trabalhadores, mas não temos como garantir que eles retomam ao serviço hoje à noite ou amanhã”, disse Francisco Fragoso, assessor jurídico do Stealmoaic, por telefone, ao portal G1.
Fragoso afirmou ainda que, por se tratar de uma decisão tomada em assembleia, somente uma nova assembleia poderia revertê-la. “A assembleia de segunda-feira está marcada para as 16h, mas pode ser antecipada para o período da manhã ou até mesmo para o domingo. É importante salientar que em momento algum nós decretamos greve. O que aconteceu foi uma movimentação dos trabalhadores, em função do descompromisso da empresa, quando pediu mais prazo quando deveria ter outra proposta”, comentou.
A decisão liminar do desembargador Pedro Paulo Pereira Nóbrega, vice-presidente do TRT da 6ª Região, estabelece, além da ilegalidade da paralisação e da volta imediata ao serviço, multa diária de R$ 800 mil ao Stealmoaic. A declaração da ilegalidade foi baseada no fato de os grevistas não terem cumprido a determinação de iniciar a paralisação 72 horas após o anúncio do movimento — a assembleia que decidiu pela greve aconteceu na noite de quinta, mesmo dia em que a paralisação foi iniciada, sem cumprir o prazo regulamentar de três dias.
A Justiça também marcou uma audiência entre a Vital Engenharia e representantes da categoria para a próxima segunda-feira (31), a partir do meio-dia, na sede do TRT, que fica no Cais do Apolo.
Manifestação de três horas
Nesta manhã, a categoria realizou uma manifestação pacífica no Centro do Recife, que durou cerca de três horas. Os garis fizeram uma caminhada, que saiu da Avenida Cruz Cabugá e terminou no Marco Zero. Um encontro com uma comissão da Prefeitura foi rejeitado, já que os trabalhadores foram impedidos pelo Batalhão de Choque da Polícia Militar de protestarem em frente ao prédio da administração municipal.
A categoria  decidiu paralisar as atividades após uma reunião entre o sindicato e a Vital Engenharia, na noite de quinta-feira (27). Uma das maiores exigências é que a empresa forneça filtro solar para seus trabalhadores e cuide melhor da saúde deles. Além disso, os trabalhadores pedem um piso salarial de R$ 800, tíquete-alimentação de R$ 350, além de pagamento de 100% das horas-extras.
A Vital Engenharia manteve a proposta de R$ 740 para o piso, tíquete de R$ 320 e negou o fornecimento de filtro solar.
Sujeira
Durante esta sexta-feira, muito lixo acumulado podia ser visto nas ruas do Recife. Nas avenidas Agamenon Magalhães, Norte e Cruz Cabugá, todas no centro da cidade, e nas avenida Beberibe e Rui Barbosa, no Zona Norte, muitos sacos estavam no chão, atrapalhando a passagem de pedestres.
A coleta não sofreu alteração nos bairros do Ibura, Ipsep, Jardim São Paulo, Curado e adjacências, que são atendidos por outra empresa.
Fonte:G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.