Bombeiros reconhecem que falta estrutura da equipe na Zona da Mata

Fogo Cataguases Indústria (Foto: Marcelo Lopes/Arquivo Pessoal)Incêndio em indústria em Cataguases
(Foto: Marcelo Lopes/Arquivo Pessoal)
A demora do Corpo de Bombeiros em atender uma ocorrência em Cataguases, na Zona da Mata, colocou em dúvida a estrutura de trabalho da brigada da região. Na última segunda-feira (24), ocorreu um incêndio em uma indústria na cidade e como não há equipe em Cataguases, foi necessário acionar os militares de Muriaé e Juiz de Fora.

De acordo com testemunhas, a equipe composta por 15 bombeiros demorou cerca de duas horas para chegar ao local do incêndio, o que foi considerado pela própria instituição um problema. “É um tempo longo para atendimento de uma ocorrência de incêndio ou mesmo de atendimento de uma vítima em um acidente automobilístico. É importante que as empresas tenham brigadas de incêndio para dar o primeiro atendimento e depois acionar o Corpo de Bombeiros”, afirmou o assessor de Comunicação, o capitão Marcos Santiago.

Ainda por meio de nota, o Batalhão do Corpo de Bombeiros da cidade de Juiz de Fora contou que trabalha com 538 militares, além de 86 viaturas para atuar em toda região. Eles entendem que a estrutura ainda não é a ideal, mas evolui rapidamente para prestar um serviço cada vez melhor à sociedade mineira. Atualmente, possui quase mil soldados nas escolas de formação e que, em breve, serão distribuídos para reforçar o serviço operacional.

Está previsto pelo Corpo de Bombeiros, a instalação de frações em Viçosa, Leopoldina, porém, Cataguases, com mais 70 mil habitantes, não há previsão para implantação. A atual equipe atende 145 municípios da Zona da Mata e Campos das Vertentes.
Fonte:G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.