#BBB14 – Falando de Paredão (Diego, Marcelo, Vanessa)

Justiça será feita?? Ou a falta de coerência nas votações continuará? (foto reprodução Globo)

por @GiseleSantos_
Vale tudo pra rastejar por audiência? Até mesmo permitir um cara machucar alguém, após dar vários socos violentos no acrílico e o estilhaço do mesmo atingir perto do olho de um participante (podendo cegar)? 
Vale a pena esperar que algo pior aconteça?
Vale a pena passar por cima de valores por causa de um programa de TV?
A única coisa a dizer, após refletir muito sobre os últimos acontecimentos, é: deixar Marcelo continuar no BBB14 é apoiar violência.

Falando dos emparedados

reprodução Globo.com

Diego (Quinto Paredão)

Como já disse por aqui, Diego é ele mesmo. E ser você mesmo em BBB é mais difícil do que tentar ser honesto no Brasil. 
Jamais Diego denegriu alguém no programa, igual fizeram Clara e Vanessa votando nele no confessionário – o chamando de homofóbico – no último domingo, 16. Foi feio demais, sujo, baixo. O melhor amigo de Diego, o Ronald, que cuida do Twitter do brother, é gay assumido e várias vezes afirmou que o carioca não é homofóbico.
Em seu quinto Paredão, Diego não deverá sobreviver. Tudo isso por capricho de torcidas, algumas pagas $$, por saberem que ele sempre foi forte candidato ao prêmio. E, sendo assim, a maioria apoia a violência de Marcelo só pra tentar tirar Diego que sempre foi íntegro, nunca fez rodinhas pra falar mal dos outros, jamais jogou sujo. 
Graças ao Diego, Marcelo continua na jogada. Pois é, se não fosse Diego ter segurado o paranaense violento por três vezes na briga do último sábado, 15, teria sido eliminado por agressão. E ainda alertou que, ao quebrar o cenário, Marcelo poderia ser expulso (assista ao vídeo).
Os ‘seres superiores da casa’ não aceitam que Diego seja ele mesmo. Tanto que um dia ao vivo, ainda com Pedro Bial no telão da sala, Diego soltou a frase “casa da falsidade” na cara de todo mundo. É o BBB dos participantes covardes, que só falam por trás e fazem jogadas sujas, com atuações fracas que só pessoas bem infantis gostam. Diego nunca participou dessa baixaria toda.
Ao lado de Fran, formou o casal mais real e divertido de toda a história do BBB. O interessante é que eles não se usaram para o jogo, igual Vanessa faz com Clara e Roni fazia com Tatiele. Ela era sua única aliada. Após sua eliminação, Diego ficou entregue as cobras e segue seu rumo no jogo sozinho.
Ele é muito focado nos detalhes, às vezes conversa sobre os acontecimentos e jogo como se também estivesse assistindo ao pay per view (PPV) – acertando em cheio. Infelizmente a edição da TV aberta não mostra Diego brincalhão, gente boa. Só sabe queimar o cara, exibindo alguns momentos de sua ranzinzice. Diego não é só isso. 
Aliás, Diego é muito mais do que esse reality inteiro junto. Existe uma história de superação (referente ao uso de drogas) e o amor de sua família que o apoiou até se livrar desse maldito mundo do vício. Ele nunca usou sua história de vida para comover ninguém ou pra tentar ganhar o BBB. E quem maldosamente o julga por isso, reze muito para nunca passar por essa situação com a sua família.

reprodução Globo.com

Marcelo (Quarto Paredão)

Cansamos de falar aqui no Blog e no Twitter e no Facebook, desde o início do BBB. Marcelo faz um personagem de moço bom, mas a máscara sempre cai e ele mostra como é violento – com nítidos distúrbios psicológicos.
Sim, Marcelo tem problemas. A própria mãe dele disse que uma vez, ao terminar com a namorada, o paranaense ficou batendo com a cabeça na parede. Ele forçou ficar com Leticia, ela não queria. Brigou com Junior, provocando o cara bater nele pra se expulso, por uma mulher que ele ao menos tinha beijado. E depois de tudo isso, antes da eliminação da Leticia, ele resolveu queimar o próprio filme dando uns beijos na moçoila embaixo do edredom. E ficou espalhando pra casa toda que ela era sua namorada e ficava ajoelhado rezando e chorando por ela (apenas cenas para garantir espaço na edição).
Não conseguiu segurar o personagem mais uma vez. No desespero de formar casal, no dia seguinte da eliminação de Leticia, voltou a dar em cima de Angela – aquela que disse que não pegaria baba de biscate. De lá pra cá, aconteceram insuportáveis D.Rs sem R algum entre Marcelo e Angela, até que na esta “Fusion” ela aproveitou a fofoca da Clara – sobre ele ter mostrado a genitália no banheiro pra ClaNessa – para se livrar do cara e dar o bote habitual:  jogá-lo no Paredão. Ela disse não pra ele direto e na última festa, forçando um suposto porre, também disse não inúmeras vezes – mas Marcelo ficou forçando beijar. E a beijou, conforme a edição mostrou. Até que aconteceu a briga com Cassio, que não gostou de ver o cara beijando a mulher praticamente dormindo/desmaiada (veja vídeos).
Marcelo é violento demais. Levantou a mão pra bater na Aline (qual príncipe bonzinho tentaria bater em uma mulher?). E se não fosse Diego segurar na última briga, ele já teria sido expulso por agressão. O pior é a emissora rastejar por audiência e deixar o cara quebrar o cenário da casa e até machucar alguém – como aconteceu com Clara (um fragmento do acrílico esmurrado violentamente por Marcelo atingiu próximo ao olho da participante).
Ele não se compromete com o jogo – ao ponto de um dia, durante o joguinho da Lavanderia, Bial soltar a frase “anda Marcelo, os covardes não fazem história”.  Marcelo não é ele mesmo, faz ceninha o tempo todo. Junto com Roni e Tatiele sempre falou mal dos outros. Quando estava mais próximo de Angela também. E agora está lá chorando lágrimas de crocodilo, envolvendo o nome de Deus, tentando convencer o público que é um amorzinho injustiçado.

reprodução Globo.com

Vanessa (Quarto Paredão)

Essa Vanessa ultrapassa o jogo. Ela é maldosa demais. O jogo dela é sujo. Fala coisas horríveis contra os outros participantes o tempo todo. Foi preconceituosa com Franciele, ao lado de Clara, e desejou que a gaúcha machucasse o pé com caco de vidro (assista). Quando foi votar em Diego nesse Paredão, mesmo querendo Marcelo fora, denegriu a imagem do carioca no confessionário.
Vanessa trata tudo e todos como se fosse um ser superior e não percebe que é pior ou igual a eles. Nem o diretor do reality escapa! Na tarde de segunda-feira, 10/2, Vanessa afirmou tentativa de sedução de Letícia com alguém importante da equipe do programa: “Vou te contar um negócio, é pesado, só falei para Clara. Sabe o homem da voz [apontando para as câmeras, se referindo ao Boninho]? A Letícia conheceu ele no hotel do confinamento e disse que ficou tão carente que ficaria com ele”. Sendo verdade ou não, foi feio, muito feio o que ela fez.
Realmente não importa se é homem com homem ou mulher com mulher, opção sexual não está em pauta. Mas jogar limpo e mostrar ter pelo menos um pingo de caráter importa bastante. E isso a não carismática Vanessa não está conseguido mostrar e nem se esforçado. Tanto que ela tem grande rejeição pela turma do sofá (aquela que só assiste a edição da TV aberta e vota em silêncio, sem saber da existência de torcidas fanáticas de internet – que apoiam cegamente jogadores tipo Vanessa e companhia limitada).
Nos primeiros dias ela repetia direto que salvou cachorrinho do Instituto Royal e que defende os animais – mas se contradiz usando diariamente quilos de maquiagens que são testadas em animais. Inclusive, muitos ativistas não apoiam essa participante. Vanessa reclamou na xepa que não comia nada de origem animal, mas disse “não como carne, só peixe”. Será que ela realmente entende das bandeiras que levanta? Falar por falar, até papagaio repete sem saber do que se trata…
Outra bandeira, a qual ela se aproveita, é ficar de vez em quando com a stripper bissexual Clara, que é casada e tem um filho. Só apareceu na edição por causa disso, um ou outro beijinho lésbico. O casal mais fake de toda a história do BBB é ClaNessa. Tanto que Bial, em um discurso, disparou: “Quando alguém usa uma suposta transgressão para se destacar, isso não é atuar?”.
Em redes sociais existem comunidades LGBT votando pra eliminar Vanessa e a maioria diz que ela não os representa. “É apelativo”, dizem alguns militantes. Outros ainda afirmam: “Elas já se conheciam antes do programa começar, é tudo armado”. Até a própria Clara vira e mexe diz que se sente usada por Vanessa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.