Avassalador no final, Atlético-PR sai na frente do Londrina na semifinal: 3 a 1

Atlético-PR vence o Londrina (Foto: Site oficial do Atlético-PR/Divulgação)Guilherme, Nathan e Marcos Guilherme festejam o gol (Foto: Site oficial do Atlético-PR/Divulgação)
Após os titulares do Atlético-PR só empatarem com o JMalucelli na reinauguração da Arena, os garotos do sub-23 fizeram a alegria da torcida rubro-negra. Avassalador, o Furacão saiu atrás, mas virou e venceu o Londrina por 3 a 1 no primeiro jogo da semifinal do Campeonato Paranaense, na tarde deste sábado, no Ecoestádio Janguito Malucelli. Joel marcou para o time do interior no primeiro tempo. Em dez minutos, os mandantes garantiram a vitória. Guilherme e Marcos Guilherme, duas vezes, marcaram os gols rubro-negros.
Com o resultado, o Atlético-PR pode perder até por 1 a 0 que garante a vaga na final. O Tubarão precisa vencer por dois gols de diferença para levar a disputa para os pênaltis e por três ou mais gols para ir direto para a decisão. O jogo de volta está marcado para 20h30m (horário de Brasília) de quarta-feira, no Estádio do Café.
O classificado enfrenta o vencedor do duelo entre Coritiba e Maringá. No jogo de ida, a Zebra venceu por 2 a 1. A partida de volta será neste domingo, às 16h, no Couto Pereira.
Lucas coloca o Londrina em vantagem
O Atlético-PR, apesar de não contar com três titulares (Ricardo Silva, Otávio e Hernani, suspensos), tinha uma postura ofensiva e levava mais perigo. Marcos Guilherme e Zezinho movimentavam-se e armavam o time, e Crislan era o principal responsável por concluir as jogadas. O camisa 9 teve duas chances – uma parou no goleiro Vitor; outra saiu por pouco. Sidcley e Zezinho também arriscaram e quase abriram o placar.
O Londrina, mais cauteloso, apostava nos contra-ataques. O time de Claudio Tencati depositava as fichas no trio Celsinho, Joel e Lucas. Em uma das raras subidas, aos 31 minutos, Lucas cruzou, e Joel cabeceou com categoria para fazer 1 a 0 e dar tranquilidade à equipe do interior.
Os técnicos Petkovic e Claudio Tencati, por sua vez, tiveram trabalho no primeiro tempo. No Atlético-PR, o atacante Bruno Furlan sentiu dores e teve que ser substituído logo aos nove – Nathan entrou. No Londrina, o lateral-direito Maicon Vinicius deslocou o ombro e também precisou sair. Maicon Silva o substituiu. Além disso, antes do intervalo, o volante Bidía recebeu o segundo cartão amarelo e deixou o Tubarão com um jogador a menos.
Guilherme e Marcos Guilherme viram o jogo
O Atlético-PR, porém, não soube aproveitar a vantagem numérica. O time encontrava dificuldades para superar a marcação adversária. Quando conseguia, pecava na finalização. Zezinho e Marcos Guilherme tiveram duas chances cada. Primeiro, Zezinho recebeu livre na área e bateu fraco. Depois, ele mesmo desviou chute de Crislan e também ficou no quase. Na sequência, Marcos Guilherme mandou para fora as duas tentativas. Nathan também desperdiçou chance ao entrar livre pela esquerda, mas bater fraco.
Preocupado com a atuação do time, Petkovic mexeu em dose dupla. Juninho e Zezinho saíram; Harrison e Guilherme entraram. A partir dos 30, os jogadores do Atlético-PR colocaram o pé na forma, e os gols começaram a sair. Aos 33, Guilherme mostrou estrela. Após cruzamento de Harrison e desvio de Léo Pereira, ele bateu no canto, sem chance para Vitor, empatou e botou fogo no jogo. Seis minutos depois, Mário Sérgio mandou para a área, e Marcos Guilherme completou para o fundo das redes. Para completar, aos 43, Marcos Guilherme tabelou com Nathan e, com categoria de gente grande, bateu no canto.
Fonte:Globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.