Auxiliar de serviços gerais é confundido com assaltante e fica preso por engano durante um mês

Por causa do erro da polícia , Douglas vai processar o EstadoReprodução/RJ NO AR
Um jovem foi preso pela Polícia Civil após ser confundido com um assaltante de carros no dia 27 de julho. Para polícia, o auxiliar de serviço gerais Douglas de Oliveira Moreira é suspeito de participar de roubo de veículo em Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense. A identificação teria sido feita através do Facebook. Apesar de documentos e testemunhas comprovarem que ele estava trabalhando no momento do crime, o jovem ficou preso em uma penitenciária por um mês. Douglas disse que irá processar o Estado. Outro jovem também estaria detido por engano pelo mesmo caso.
Segundo a vítima, por volta das 19h55, horário que o assalto teria acontecido, Douglas aguardava a condução em um terminal de ônibus na Pavuna, zona oeste do Rio, a 15 quilômetros do local do crime. Ele vinha de um hospital, onde é funcionário.
A policia capturou um dos autores do roubo após o suspeito anunciar a venda de peças do veículo pela rede social. Douglas, que possui as mesmas características físicas do comparsa do assaltante, foi localizado também pelo facebook. O auxiliar mora no mesmo bairro do suspeito.
Na madrugada, Douglas foi preso em casa por 12 agentes da Civil. Ele denuncia que foi agredido pelos policiais cada vez que falava que era inocente. O jovem ficou detido em três penitenciárias diferentes
A mãe da vítima, Odélia de Oliveira Moreira, chegou a procurar a polícia para comprovar a inocência do filho. De acordo com a dona de casa, ao falar com os investigadores, um deles teria dito que “mãe é igual a corno, é sempre a última saber”. Com o auxílio da Comissão de Direitos Humanos da Alerj, Odélia juntou provas, como ponto de saída do hospital e do histórico do vale transporte de Douglas e levou à polícia.
Depois de ficar preso por 30 dias, o jovem foi solto por causa das provas apresentadas. Mesmo solto, ele responde em liberdade e tem que se apresentar em juízo a cada 15 dias.
Assista ao vídeo:
Fonte:R7

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.