Após primeira derrota no River-PI, Evair não suporta pressão e é demitido

Evair River-pi (Foto: Renan Morais/GloboEsporte.com)Acabou: após três meses, passagem de Evair termina (Foto: Renan Morais/GloboEsporte.com)
Acabou. Evair não é mais treinador do River-PI. O técnico foi demitido na tarde desta quinta-feira logo após reunião da cúpula tricolor. Contratado para ser o comandante da conquista do título riverino na temporada do Campeonato Piauiense, Evair se despede com uma campanha de cinco empates, uma derrota e apenas duas vitórias. O desempenho não conseguiu classificar o time às semifinais do primeiro turno do estadual. O revés para o Parnahyba na noite de quarta foi a gota d’água. Exaltado, o então comandante riverino discutiu com a torcida adversária e precisou ser tirado de campo por policiais militares.   
– Somos muitos gratos ao trabalho de Evair pelo nome emprestado à nação tricolor. Ele nos deu uma dinâmica muito forte, além do trabalho e da dedicação durante esses meses no River-PI. Infelizmente, não saiu como esperávamos. As vitórias dentro de campo não vieram com a quantidade que deveriam vir. O River-PI não fez um grande primeiro turno e agora, já no returno, patinamos logo no primeiro jogo. Então, houve uma pressão natural. Isso não é culpa do Evair. Na verdade, são longos anos que não temos o título piauiense que realmente deixa intranquilo nosso torcedor. Então, vamos buscar essa tranquilidade – discursou Elizeu Aguiar, presidente do River-PI. 
Contratado para acabar com o jejum de títulos estaduais do River-PI, que já dura sete anos, Evair passou três meses à frente do time tricolor. Desde o empate em 1 a 1 com o Barras, no dia 9 de março, a saída de Evair já era especulada. O treinador, inclusive, comentou sobre a possibilidade.  Porém, o técnico ganhou um voto de confiança e permaneceu no comando do clube durante o segundo turno. 
Somos muitos gratos a Evair pelo nome emprestado à nação tricolor. Ele nos deu uma dinâmica muito forte, além do trabalho e da dedicação durante esses meses no River-PI. Infelizmente, não saiu como esperávamos.
Elizeu Aguiar, presidente do River-PI
– Eu não tenho nenhuma multa contratual e estou aqui como um desafio de vida, assim como foi em toda minha carreira e não vai ser uma eliminação que vai fazer baixar minha cabeça agora. Tudo só depende do presidente (Elizeu Aguiar). Se ele achar que devo sair, tudo bem. Se não, continuo no clube – comentou Evair, durante entrevista coletiva no fim do returno.    
Além dos resultados não aparecerem, Evair não teve sorte com o grupo de jogadores escolhidos a dedo pelo treinador. O desempenho do elenco em algumas partidas frustraram o técnico, que reclamou:      
– Os jogadores não deram a resposta que eu precisava. Em todos os times que trabalhei, inclusive de nível técnico até inferior a esse aqui, conseguíamos resultados pela garra, determinação. Esses jogadores não conseguiram entregar aquilo que eu queria como treinador, nem como profissionais – ponderou Evair, após ver o time eliminado das semifinais do primeiro turno.   
TRÊS MESES DE EVAIR 
A relação entre Evair e a torcida tricolor foi de altos e baixos, mas ficou estremecida nas últimas rodadas. Da recepção calorosa no CT do clube, o técnico viu crescer a desconfiança da torcida com os resultados e o desempenho aquém do elenco. Vaias e pedidos de mudanças foram constantemente ouvidos das arquibancadas. A revolta até chateou o treinador: 
– A torcida tem o direito de reclamar, mas dentro daquilo que imaginamos que seja. Eu trabalho desse jeito, eu escalo quem eu quero, não adianta ficar gritando para colocar esse ou aquele, isso para mim não funciona. Eu vou dentro do que eu penso, do que eu acho, é assim que tem de ser – rebateu Evair às críticas da torcida, durante entrevista ao GloboEsporte.com em fevereiro. 
Treinador Evair, do River-PI (Foto: Emanuele Madeira/GLOBOESPORTE.COM)Adeus: fase ruim e temperamento explosivo pesaram (Foto: Emanuele Madeira/GLOBOESPORTE.COM)
Fase ruim até fora de campo 
Fora de campo, a passagem de Evair também não traz boas lembranças. O seu automóvel foi arrombado e, na ação dos bandidos, o aparelho de GPS foi arrancado. O celular pessoal do treinador, que estava no interior do veículo, também foi levado. O carro estava estacionado no Estádio Lindolfo Monteiro, em Teresina. O treinador não registrou boletim de ocorrência. 
Apito inimigo Evair pegou no pé da arbitragem do Campeonato Piauiense. O técnico afirmou até em boicote contra o River-PI, acusando de prejudicar a equipe durante o Piauiense. No clássico Rivengo, Evair protestou:  
– Desde a primeira rodada, o River-PI vem sendo alvo dos árbitros. Sinceramente eu não entendo o porquê disso. Não falo de lances tão polêmicos, mas se prestar bem atenção, as mesmas faltam que marcam contra a gente, não marcam ao nosso favor. Complicado – comentou Evair, no empate em 0 a 0 com o Flamengo-PI. 
Evair, confusão em Parnaíba, técnico do River-PI (Foto: Gláucio Júnior/Portal F5)Evair durante confusão em Parnaíba
(Foto: Elmadã Gonçalves/ Torcida Azulina)
Temperamento explosivo Visivelmente irritado após a eliminação do turno do Piauiense, o ex-treinador do River-PI se desentendeu com repórteres quando foi questionado sobre sua permanência no clube.  
– Tanto arbitragem quanto vocês (imprensa) são sempre contra o River-PI. Então, o time está no lugar que vocês querem. A imprensa atrapalha, mas ajuda também.
Na última partida contra o Parnahyba, mais confusão. O técnico riverino discutiu com torcedores e com um membro da comissão técnica do Parnahyba, que disse ter sido agredido. Jogadores do banco azulino correram até o local, assim como os do River-PI. A discussão ficou generalizada e a tropa de choque precisou intervir.   
Fonte:Globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.