Apático, São Paulo perde para Ituano e ajuda na desclassificação do Timão

Por 

Para o São Paulo, nada muda. Com o primeiro lugar do Grupo 1 garantido, a equipe jogará em casa nas quartas de final diante do Penapolense. O jogo deste domingo marcou a estreia dos uniformes da temporada 2014 e teve uma cena curiosa: aos 31 minutos do primeiro tempo, o confronto precisou ser paralisado por sete minutos por causa de uma chuva de granizo.

Com a semana inteira para descansar, o São Paulo se despedirá da fase de classificação do estadual diante do Botafogo, em Ribeirão Preto. O duelo está marcado para o próximo domingo, no estádio Santa Cruz, mas pode ser antecipado para sábado. O Ituano, por sua vez, terá o Penapolense pela frente.
São Paulo x Ituano, Chuva de granizo (Foto: Reginaldo Castro/Agência Estado)Chuva forte interrompeu o jogo por sete minutos (Foto: Reginaldo Castro/Agência Estado)
Ituano marca antes de temporal e sai em vantagem
Do time considerado titular, o técnico Muricy Ramalho poupou três peças do jogo deste domingo: o lateral-direito Douglas, o volante Maicon e o atacante Pabon. O time foi montado no esquema de sempre, o 4-2-3-1, e teve Luis Ricardo, Edson Silva e Ademilson como novidades. Desde o momento em que o árbitro Cassio Zancopé autorizou o início da partida, ficou nítido que o São Paulo teria dificuldades.
Nos 45 minutos iniciais, o Ituano atuou com muita disposição, como se o jogo valesse título. Com marcação forte e saída rápida para o ataque, a equipe do interior surpreendeu e abriu o marcador aos 13, com Esquerdinha, que recebeu na entrada da área e chutou forte para vencer Ceni. Dizer que o São Paulo jogou seria um exagero. O time tentou, buscou trocar passes, mas não conseguiu mostrar o seu melhor. Com muita lentidão na transição de bola, Luis Fabiano foi uma figura decorativa na frente. O apoio pelas laterais não existiu, assim como articulação pelo meio-campo com Paulo Henrique Ganso.
Mesmo abaixo, o São Paulo teve duas boas chances, com Rodrigo Caio e Wellington, mas ambas pararam nas mãos de Vagner. Aos 31, o jogo parou por causa da forte chuva de granizo, que fez os jogadores saírem correndo do gramado. Sete minutos depois, quando a bola voltou a correr, o Ituano quase fez o segundo com Rafael Silva, que acertou a trave de Rogério Ceni. Na sobra, o goleiro tricolor fez milagre em chute de Esquerdinha.

Gramado encharcado breca São Paulo, e Ituano comemora vaga
Os dois times mudaram de camisa para a etapa complementar – para estrear seu novo uniforme listrado, o São Paulo solicitou que o Ituano voltasse de branco. Mas o panorama do jogo não mudou. Logo a um minuto, Rafael Silva, sempre às costas de Edson Silva, ficou cara a cara com Ceni, que fez grande defesa. O São Paulo seguia com a mesma lentidão da etapa anterior e ainda sofria para conduzir a bola por causa do gramado encharcado.
Osvaldo, um dos poucos que se salvaram na péssima tarde tricolor, exigiu boa defesa de Vagner em chute de fora da área. O Ituano, satisfeito com o marcador, tinha uma postura mais retraída. Sua marcação não começava no ataque. Quando algum são-paulino dominava após a linha do meio-campo, era sempre marcado por no mínimo dois rivais.
O tempo foi passando, e como o resultado no Morumbi eliminava o Corinthians, não se escutava uma vaia dos 15.171 torcedores presentes. No banco de reservas, Muricy dava claros sinais de insatisfação. Tanto que mexeu aos 28, com Lucas Evangelista na vaga de Edson Silva. Com isso, Rodrigo Caio voltou a atuar como zagueiro. Depois, o atacante Ewandro entrou na vaga do lateral Luis Ricardo. As tentantivas, no entanto, não surtiram efeito, e até o fim o São Paulo não criou mais nada. Ganso ainda foi expulso ao acertar carrinho perigoso no meio de campo.

Melhor para o Ituano, que saiu de campo festejando a vaga – que pode vir na terça-feira ou na última rodada. A torcida do São Paulo também fez muita festa, gritando “Eliminado! Eliminado!” para o arquirrival Corinthians.
Fonte:Globoesporte.com

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.