“Ao norte da Terra de Israel, havia o reino dos caraquitas. Ali,…

“Ao norte da Terra de Israel, havia o reino dos caraquitas. Ali, fariseus e zelotes disputavam o poder, e alertavam os seus: ‘Do fariseu não lerás o manuscrito’, ‘Com o zelote não dividirás a mesa’. Não havia entre eles comunidade, e o reino era da contenda. Um dia chegou a nova: Hugo, rei zelote dos caraquitas, havia morrido. Entre intrigas e litígio, subiu ao trono Maduro, também zelote, que anunciou na praça: ‘Estava eu um dia no templo, quando um pássaro deu três voltas em torno da minha cabeça. Sobre uma viga de madeira, o pássaro pousou, e cantou um canto dos céus. Então cantei eu com ele. O pássaro, juro pela letra da Lei, era Hugo, e era como se ele dissesse: “Eis aqui a minha bênção”. Isso senti da minha alma’. Os fariseus escarneceram, mas Maduro acabou ungido doze dias depois.”

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.