Flix TV - Assista TV no PC

Diplo produz remix de Tennis Court, single da Lorde

O DJ Diplo produziu um remix de “Tennis Court”, single da Lorde. A versão alternativa está disponível para audição no Soundclound, no músico. Ouça: “Tennis Court” é o terceiro single do álbum “Pure Heroine”. Continue reading

Diplo produz remix de Tennis Court, single da Lorde

O DJ Diplo produziu um remix de “Tennis Court”, single da Lorde. A versão alternativa está disponível para audição no Soundclound, no músico. Ouça: “Tennis Court” é o terceiro single do álbum “Pure Heroine”. Continue reading

Pergunta da Semana: Carros altos ou baixos, o que você prefere?

Um assunto que causa mais guerras do que separatistas russos na Ucrânia: a altura de nossos automóveis

autowp.ru_chevrolet_opala_7
No decorrer da minha vida, e pelos mais variados motivos, tive contato com diversos carros muito diferentes. Na garagem de casa há um compacto baixo,até mesmo ligeiramente mais próximo do solo do que a média do mercado; e um pequeno SUV com o posto de direção em algum lugar próximo do céu. Para mim, cada um tem o seu apelo individual, mas com certeza preciso um “reset” cerebral quando passo de um para o outro.

ford_v8_deluxe_tudor_touring_sedan_1
Antigamente, até por volta de meados dos anos 1960, era mandatória uma posição de dirigir: alta, seja na posição de condução ou em relação ao exterior. Era ainda pior nas décadas anteriores, tudo se adequou com o tempo. Entretanto, a partir daí, novos estudos de ergonomia, avanços da aerodinâmica, a disseminação da construção por monobloco e suspensões independentes acabaram por abaixar os automóveis. Quer comprovar isso? Pegue a foto de um modelo americano do começo dos anos 50 e compare com um veículo equivalente em 1970. Viu como tudo é mais “baixo”? E olha que ainda estava na metade da linha evolutiva.
plymouth_belvedere_convertible_6
Começo dos anos 90. Pelo simples prazer de se dirigir mais alto que o resto dos carros, alguns ignóbeis começam a fazer carros em que se dirigem mais alto. Tudo bem, o próprio nascimento dos SUV como conhecemos nessa época foi um grande fomentador dessa tendência. Mas a coisa chegou aos mais simples carros, que tiveram seus tetos elevados (tchau, aerodinâmica!) e uma montagem ergonômica mais elevada (centro de gravidade nas alturas e uma pior dinâmica) apenas para saciar o consumidor final.
autowp.ru_ford_galaxie_500_xl_gt_429_convertible_2
Mas os carros baixos não morreram. E aí surge a dúvida: qual você prefere? Eu explicito minha opinião com uma simples comparação: uma BMW 550i Touring anda mais, consome menos, tem melhor comportamento dinâmico e é tão espaçosa quanto uma X5 50i. Por que eu vou querer um carro alto? Você pode dizer “Renato, seu crápula, quero ver você ir em um sítio numa BMW!”.autowp.ru_bmw_525d_touring_uk-spec_10bmw_x5_xdrive50i_za-spec_16

Aí temos outro ponto polêmico. As mais variadas pesquisas comprovam que mais de 90% dos SUV nunca saíram do asfalto. E contar com essa eventualidade justificando a valentia do SUV é como esperar que o Fred marque gols numa Copa do Mundo pelo simples fato do mesmo estar plantado mais próximo ao gol do time adversário.

Logo, vida longa aos carros baixos. Exceto nos 4×4 de verdade quando submetidos à lama, porque off-road também é vida.

E vocês, o que acham disso tudo? Vamos, opine!

Continue reading