Flix TV - Assista TV no PC

TSE diz que campanha virou a do ‘vote no menos pior’

Nessa campanha, tivemos várias campanhas. Mais de um ano antes, ainda tinha dúvida sobre quem seriam os adversários. Teve aquela discussão: será que a presidente Dilma Rousseff vai ser candidata à reeleição, ou vai abrir mão para Lula? Também tinha a dúvida: Marina Silva vai conseguir fundar a Rede? E em agosto deste ano, um mês e meio depois da definição dos candidatos, aquele acidente terrível, com a morte de Eduardo Campos. Aí a Marina entra como cabeça da candidatura do PSB e mudam as pesquisas, mudam as estratégias de todos. Depois, veio a votação acima da expectativa para o Aécio Neves em relação às pesquisas eleitorais. Agora, temos um segundo turno bastante dividido. Do ponto de vista comparativo, não há outra eleição igual a esta, com tantas emoções. E uma tragédia no meio.

Continue reading

Multas por direção perigosa em estrada sobem até 900%

As multas para os motoristas que provocam situações de risco no trânsito, principalmente nas estradas do país, pesarão muito mais no bolso a partir do próximo dia 1º de novembro.A ultrapassagem pelo acostamento, por exemplo, que atualmente rende multa de R$ 127,69, passará a ser penalizada em R$ 957,70 –um aumento de 650%.As multas por outras ultrapassagens perigosas, como em curvas, subidas e locais sem visibilidade, também serão reajustadas para esse valor.O maior aumento, de 900%, será nas multas para quem trafega em pista simples e força a passagem entre veículos que estão em sentidos opostos e na iminência de passar um pelo outro.A multa por essa ultrapassagem de risco, que muitas vezes obriga o outro veículo a sair da pista para evitar um acidente, vai saltar dos atuais R$ 191,54 para R$ 1.915,40 –o mesmo valor da Lei Seca.A mesma sanção também valerá para quem for flagrado disputando “racha” ou participando de competições de arrancadas ou derrapagens nas vias. 

Continue reading

Conta de luz terá reajuste médio de mais de 17% na tarifa

A nova rodada de reajustes obrigatórios da conta de luz, autorizada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), elevou a 17,63% o aumento médio da tarifa de energia de 68,7 milhões de unidades consumidoras em todo o País neste ano. Os chamados grandes consumidores, como indústrias, tiveram suas tarifas reajustadas em 18,20% na média. Nas residências, a conta de luz subiu 17,41% na média deste ano.A alta média ordinária aprovada pela Aneel superou a projeção do Banco Central, que estima aumento de 16,8% nas tarifas de energia neste ano. O resultado final pode ser ainda maior, já que o cálculo considera os reajustes autorizados pela Aneel para 56 distribuidoras de energia elétrica em todo o País, desde o início do ano.Até dezembro, outras oito distribuidoras ainda terão analisado o processo de reajuste tarifário pela Aneel. A principal delas é a Light, que atende cerca de 4 milhões de unidades consumidoras no Rio de Janeiro e na Baixada Fluminense.

Continue reading