Flix TV - Assista TV no PC

#PALMEIRAS – HENRIQUE PODE SER O SEGUNDO ARTILHEIRO ALVIVERDE DA HISTÓRIA DO CAMPEONATO BRASILEIRO

            Apenas Cesar Maluco, em 1967 foi artilheiro do Brasileirão com a camisa do Palmeiras. Com 14 gols, Henrique é o artilheiro do Brasileirão 2014



            Henrique sempre deixa claro que ser o artilheiro do Campeonato Brasileiro não é seu principal objetivo na temporada, mas o jogador pode fazer história no Palmeiras se terminar a competição na dianteira dos atacantes. Se forem contabilizadas as edições do Nacional desde 1971, o time alviverde nunca teve o goleador máximo. A única vez em que um palmeirense foi artilheiro do Brasileiro foi em 1967, quando a competição ainda era chamada Roberto Gomes Pedrosa (a CBF igualou a importância das competições nacionais).

            O artilheiro do Robertão naquele ano foi César Maluco, que marcou 15 gols, mesmo número do flamenguista Ademar. Apesar de estar perto de uma marca rara para palmeirenses, Henrique avisa que sua principal meta é salvar o time do rebaixamento.

            “Claro que representa muito para atacante, mas não é o primeiro objetivo. O principal é manter o Palmeiras na elite do futebol. Se vier a artilharia, vai ser como consequência disso. O Palmeiras ainda não teve o artilheiro no Brasileiro (desde 1971) e vou continuar com pés no chão, trabalhando. Se acontecer, vai ser naturalmente”, comentou.

            Henrique tem 14 gols e aparece na artilharia isolada, com um a mais do que Marcelo Moreno (do Cruzeiro) e Fred (do Fluminense). Nesta quarta-feira, o atacante duelará justamente com o time celeste e admite uma disputa particular com o boliviano.

            “É uma disputa à parte, mas sempre levando para o lado coletivo. Posso parecer repetitivo, mas, se tiver que ganhar por 1 a 0 com gol de outro companheiro, vou ficar contente do mesmo jeito, porque os três pontos são mais importantes. Espero que o Moreno não esteja tão feliz e a gente consiga um bom resultado lá”, declarou.

            Como o Palmeiras ainda luta para se livrar definitivamente do risco de rebaixamento, o atacante avisa que, se fosse possível, até trocaria seus gols pela salvação no campeonato.

            “Eu trocaria. Sempre falo que quando o coletivo se destaca a parte individual também acaba aparecendo. Atacante sempre quer fazer os gols e, agora, vou trabalhar para sair dessa situação. Se mantiver a média de gols com o time lá em cima, vai ser melhor”, completou.


Continue reading

#SANTOS – DIRETORIA VOLTA ATRÁS E JOGO CONTRA O CRUZEIRO SERÁ NA VILA BELMIRO

            Diretoria queria mandar partida no Pacaembu, mas reivindicação dos jogadores é atendida e partida será no estádio Urbano Caldeira



            Não é segredo para ninguém que a atual diretoria do Santos sempre vê com bons olhos a ideia de levar o time da Baixada Santista para atuar na capital visando rendas com bilheteria maiores, além de agradar grande parte de sua torcida que reside em São Paulo. Por isso, assim que goleou o Botafogo no Pacaembu e garantiu vaga às semifinais da Copa do Brasil, já se viu uma nova e boa oportunidade de agendar o duelo contra o poderoso Cruzeiro para o mesmo local.

            Porém, a pressão do elenco para atuar na Vila Belmiro deu certo, e o Comitê Gestor admitiu que vai mandar seu jogo contra a equipe mineira no Estádio Urbano Caldeira. A perda do Campeonato Paulista para o Ituano no primeiro semestre também pesou, já que, à época, o técnico Oswaldo de Oliveira não foi atendido ao solicitar que uma das finais fosse disputada no estádio santista. No fim, o clube viu o título ficar com o time do interior após duas partidas no Pacaembu com ótima renda, mas sem festa para a torcida.

            “A vantagem depende do primeiro jogo, acho que a gente sempre teve vantagem na Vila porque sempre fizemos bons primeiros jogos. Respeito todos os estádios, sei que a diretoria gosta do Pacaembu porque a renda é maior, mas os adversários sentem quando jogam na Vila Belmiro. É um fator muito positivo que temos de aproveitar”, avisou Robinho, em entrevista coletiva na sexta passada. “A Vila Belmiro é um alçapão, o estádio que eu mais gosto de jogar. Se fosse escolha minha, preferiria jogar aqui (na Vila) todos os jogos”, sentenciou o camisa 7.

            Após a vitória nas quartas de final, contra o Botafogo, nem a goleada por 5 a 0 no próprio Pacaembu mudou o pensamento do capitão Edu Dracena: “É difícil. Nossa vontade é jogar na Vila, então vai da diretoria decidir”, disse o experiente atleta, seguido por seu companheiro de zaga David Braz, que ignora até sua fase artilheira no estádio municipal (cinco gols em cinco jogos) para atuar na Vila. “Mesmo com essa fase no Pacaembu, prefiro a Vila Belmiro. Gosto muito de jogar lá, a torcida inflama”, avisou.

            Gerente de futebol do clube, Zinho lembra da importância de realizar jogos em São Paulo, porém, não nega que com um calendário tão apertado como é o do Brasil, viajar até quando se é o mandante pode ser prejudicial do time: “Tem jogos que é importante jogar na Vila, tem viagem, desgaste, comboio (para descer a Serra), e na Vila nossos jogadores se sentem muito bem também”, admitiu.

            O único que prefere ficar ‘em cima do muro’ é o técnico Enderson Moreira. Diferente de seu antecessor, Oswaldo de Oliveira, Enderson evita entrar em conflito e prefere acatar o que a diretoria decidir.

            “São discussões internas que tem de ser resolvidas. A Vila é nossa casa, mas o Pacaembu nos traz todas as condições de fazer bons jogos como temos feito aqui. Se a direção achar que é interessante fazer aqui (no Pacaembu), temos de estar preparados para enfrentar a semifinal nestas condições”, desconversou o treinador.

            O primeiro confronto entre Santos e Cruzeiro válido pela semifinal da Copa do Brasil será realizado no dia 29 de outubro, no Mineirão, às 22h. A segunda partida, agora confirmada para Vila Belmiro, está marcada para o dia 5 de novembro, no mesmo horário. Na outra semifinal, Flamengo e Atlético-MG se enfrentam nas mesmas datas e horários.


Continue reading

#CLÁSSICO – POLÍCIA IDENTIFICA MOTORISTA SUSPEITO DE ATROPELAR E MATAR TORCEDOR DO PALMEIRAS

            Torcidas organizadas de Palmeiras e Santos se encontraram na rodovia Anchieta. Seis palmeirenses já foram presos por causa do incidente



            As investigações da polícia levaram à identificação do torcedor suspeito de ter atropelado o torcedor palmeirense que morreu em briga com santistas na rodovia Anchieta, domingo, antes do clássico entre os dois clubes. O delegado Luiz Jesus de Castro, do 2º Distrito Policial, em São Bernardo do Campo (SP), responsável pelo caso, explicou que já foi à residência de André Maceno Apocalipse, 26 anos, identificado como motorista do carro Audi A3 e como integrante da Torcida Jovem do Santos.

            “Nós já diligenciamos até o apartamento dele e não havia ninguém da família. Conseguimos conversar com moradores do prédio e funcionários e eles confirmaram que realmente quem estava na posse do veículo ontem (domingo) pela manhã foi o André. Após identificado, vamos dar um tempo para ver se ele aparece para se explicar e se apresentar espontaneamente, senão vou coletar as provas necessárias e encaminhar ao Poder Judiciário solicitando a prisão temporária dele”, afirmou o delegado.

            A briga aconteceu em uma emboscada de palmeirenses a santistas, na rodovia que liga o litoral à capital. Segundo o delegado, o torcedor identificado como motorista que atropelou mora no bairro da Saúde, na capital, e não é considerado foragido, por não ter sido expedido mandado.

            A polícia trabalha agora para descobrir outros envolvidos na briga. Até o momento, seis pessoas estão detidas e, de acordo com o delegado, celulares de integrantes da Mancha Alviverde recolhidos no local contêm trocas de mensagens combinando a confusão.


Continue reading