DIAS DE LUTA, DIAS DE GLÓRIA!

Pode comemorar torcedor santista. Foi sofrido, complicado e emocionante. Desacreditado, rebaixado, não é isso mesmo que estavam dizendo? Sim. O Santos passou por cima de uma série de fatores negativos e cinco meses depois conquistou o seu primeiro título com Modesto Roma na presidência do clube.

Uma vitória construída dentro de campo, com raça, como diz a letra do hino “Dando o sangue com amor, pela bandeira que ensina, lutar com fé e com ardor”. É verdade que classificaram o Santos como a quarta força da capital, no cúmulo do absurdo chegaram a dizer que o Peixe seria rebaixado no Campeonato Paulista.

Modesto Roma deu o recado ainda em janeiro, já avisava que este elenco disputaria títulos neste ano. Na fase de grupos o Peixe foi soberano, terminou com a segunda melhor campanha da competição até a final. Passou sem maiores problemas pelo São Paulo na semifinal, após derrotar o XV de Piracicaba na fase anterior.

Na primeira final do Paulistão acabou derrotado pelo Palmeiras por 1 a 0 jogando no Allianz Parque. Os jogadores e a torcida santista comemoraram a derrota, pois todos sabiam da força que o Peixe tem jogando em casa.

Semana longa para a equipe santista. Todo dia algum veículo de comunicação criava uma especulação para conturbar o ambiente da equipe. Lucas Lima ficou, Robinho ficou e o Santos jogou todas as suas fichas na Vila mais famosa do mundo.

Jogando em casa o Peixe mostrou quem manda. Venceu por 2 a 1 no tempo normal, David Braz abriu o placar e o ‘desacreditado’ Ricardo Oliveira’ colocou o Santos com uma vantagem ainda maior na segunda etapa. O Palmeiras conseguiu fazer o seu gol de honra e a decisão acabou nos pênaltis.

A trave é santista, ao menos é o que temos como impressão desde 2010. Naquela oportunidade, o Peixe jogava com três jogadores a menos, uma bola do Santo André que poderia ser fatal, acabou acertando a trave, aquele título abriu as portas para uma geração vitoriosa de ‘Meninos da Vila’.

Cinco anos depois, o ‘contestado’ Vladimir brilhou, a trave ajudou e o Santos ganhou. Do pé esquerdo de Lucas Lima, saiu a bola que permitiria ao torcedor santista gritar ‘É campeão’.

Tem que comemorar. De Gonzaga a Ponta da Praia. Na Praça da Independência. Na Vila mais famosa de todas. Em São Paulo, no Brasil e no Mundo. Onde você estiver torcedor santista, comemore o título que marca um time que conseguiu conciliar a experiência com a juventude. Um time ‘desacreditado’. O time mais vitorioso do mundo.

Continue reading

Explosão de raios gama no espaço causou uma extinção em massa há 500 milhões de Anos

Explosão de raios gama no espaço causou uma extinção em massa há 500 milhões de Anos

 
Enrico Fermi foi um físico que participou do Projeto Manhattan , que desenvolveu a bomba atômica no Estados Unidos em meados do século XX. Apesar do aspecto positivo ou negativo, dependendo de como você olha as coisas, a descoberta científica que levou a este trabalho, Fermi filosofou sobre isso com um profundo pessimismo. Durante esse tempo, o pesquisador apresentou ao que ficou conhecido como o paradoxo de Fermi. Ele queria mostrar as contradições entre as estimativas generalizadas que há uma enorme probabilidade de que existem outras civilizações inteligentes em algum lugar no universo e da total ausência de provas de que essas civilizações realmente existem.
 
A busca por vida extraterrestre está cheia de enigmas, e mesmo que os nossos avanços tecnológicos nos permitiram dar uma olhada “mais” no espaço, os astrônomos ainda não acredito que vamos conseguir entrar em contato com uma civilização extraterrestre em um futuro próximo. Raul Jimenez é professor de Física Teórica e Astrofísica do Instituto de Ciências do cosmos de Barcelona e um associado de pesquisa na Universidade de Harvard. Ele é a pessoa melhor qualificada para olhar para os números que nos dará uma melhor visão sobre os mistérios do espaço exterior.
 
Ele também pode nos dizer muito sobre onde procurar por vida extraterrestre. Seu último trabalho foi baseado sobre o papel das explosões de raios gama e formas de vida, uma possibilidade em que se basearam várias especulações, mas que a pesquisa, não foi capaz de verificar. Jimenez explica que os surtos de raios gama são fenômenos em que a radiação é emitida com cargas de energia extremamente altas, muito maiores do que os gerados pela explosão de supernovas, mais de 100 kiloelectron volts.
 
Para entender isso melhor, ele explica as partículas são ondas de mais de um milhão de graus Celsius. Por mais de 40 anos, os cientistas procuraram determinar se estes fenômenos astronômicos, os surtos de raios gama teve qualquer efeito sobre a vida na Terra e, por extensão, sobre as possíveis formas de vida que podem existir em outros lugares do universo. Eles vieram a uma conclusão interessante.
 
 
De acordo com as suas conclusões, quando grandes quantidades de radiação colidem com a atmosfera, a vida em nosso planeta pode ter sérios problemas. Quando estas partículas de acidente com a camada de ozono, que formam grandes quantidades de o óxido nítrico, para que um átomo de oxigénio é utilizado o que quebra as moléculas de ozônio. 
 
Este é catastrófica para as formas de vida, uma vez que destrói o escudo que nos protege da radiação solar mais poderoso, causando a destruição do DNA em células de organismos vivos. Isto significa extinção em massa na Terra. Jimenez acredita que algumas espécies podem sobreviver a esta catástrofe vivem sob a superfície. 
 
De acordo com Jimenez, a 500 milhões de anos atrás a fenômenos como o que ocorreu na Terra, com duração de mais de um mês. Isto provocou o desaparecimento de 90% -95% do ozônio na atmosfera. Esta catástrofe teve origem a extinção em massa do Ordoviciano-Siluriano. Durante esse tempo, quase todos os organismos vivos na Terra desapareceram. Jimenez estima que a Terra tem sido “atingida” por cinco dessas explosões de raios gama. Isto tem deixe Jimenez à conclusão de que, se decidir procurar vida extraterrestre, deveríamos começar por olhar para a periferia da Via Láctea. 
 
Pesquisadores podem apenas especular sobre o que provoca essas explosões catastróficas de raios gama. Mesmo que eles sugerem que esses focos são parte de um ciclo cósmico, eles ainda precisam de enormes quantidades de observações para saber o que faz com que eles exatamente. Então, como você olhar para a história depois disso? É possível que a Terra era habitada muito antes que nós tínhamos pensado, que diferentes espécies desenvolvidas em terra que acabaram por ser dizimadas por uma dessas explosões catastróficas? Tudo depende de como você olhar para a história e que você acredita.
 
Veja o videos abaixo:  
 
 
 
Fonte: disclose.tv

Continue reading

Acessórios legais da china – Fotografia e outros 2#

Smart Watch U + relógio BW01 é projetado para emparelhar com telefones inteligentes. Ele pode sincronizar agenda com o telefone inteligente e fornecer muitas funções úteis, para que você possa usar o seu telefone inteligente facilmente ao trabalhar ou relaxar. Funções como abaixo: função de telefone Bluetooth, empurrar mensagem Bluetooth (mensagem curta, Wechat, QQ, etc, […] Continue reading

Santos x Palmeiras – Pênaltis

Santos x Palmeiras – Pênaltis

Continue reading

Nos pênaltis, o Santos supera o Palmeiras é Campeão Paulista


fonte: Folhapress


Nos pênaltis, o Santos supera o Palmeiras é Campeão Paulista

Nos pênaltis, o Santos supera o Palmeiras é Campeão Paulista

Após vitória no tempo normal por 2 a 1, o Santos venceu o Palmeiras no pênaltis, na Vila Belmiro, e é campeão do Campeonato Paulista 2015. Disputando sua sétima final consecutiva de estadual, o Alvinegro fez ótimo primeiro, abriu 2 a 0 no placar, com David Braz e Ricardo Oliveira, e se aproximou do título. Na segunda etapa, porém, levou sufoco, sofreu o gol que empatou o placar agregado da decisão e levou a disputa para o pântlis.

Nas penalidades máximas, o Peixe converteu todas as suas cobranças, o goleiro Vladimir pegou a o chute de Rafael Marques e viu Jackson chutar no travessão. Coube ao meia Lucas Lima converter a última cobrança e dar ao Peixe seu 21º título Paulista, para festa das 14.662 pessoas que lotarama a Vila mais famosa do Mundo.

O Jogo:

A decisão começou com 10 minutos de atraso, por conta da demora do Palmeiras para subir ao gramado. Com a bola rolando, o jogo se iniciou truncado, com muitas faltas, e com 10 minutos de jogo, dois palmeirenses já estavam amarelados (Dudu e Valdívia). Precisando reverter o resultado, o Santos tomou a iniciativa e foi quem criou a primeira chance de gol com Robinho, que fez boa jogada pela direita e bateu para defesa de Fernando Prass.

Com mais posse de bola e velocidade nos ataques, o Peixe dominou a primeira etapa, criou oportunidades e viu o goleiro Vladimir ser pouco ameaçado. Aos 29 minutos, a superioridade santista se refletiu em gol: Valência pegou a sobra de um escanteio e fez belo lançamento para Robinho que, em posição legal e de primeira, serviu David Braz que ficou com o gol aberto e abriu o placar na Vila.

O Santos cresceu no jogo, e aos 43 minutos chegou ao segundo gol: após chutão da defesa, Robinho disputou no alto e a bola sobrou para Ricardo Oliveira. O camisa 9 dividiu com a defesa alviverde, ganhou, saiu cara a cara com Fernando Prass e com tranquilidade fez o segundo gol do Peixe na partida, o 11º do artilheiro isolado do Paulista.

No fim da primeira etapa, Dudu e Geuvânio se enroscaram na área santista. O árbitro Guilherme Ceretta de Lima parou o jogo e expulsou os dois atacantes.

Após o apito do árbitro, os jogadores santistas permaneceram no gramado, repetindo gesto do time em 1995, quando o Peixe conseguiu uma virada histórica contra o Fluminense, no Pacaembu, pelas semifinais do Brasileiro.

A segunda etapa começou do modo que terminou a primeira: com o Santos no ataque, buscando mais o jogo. O Palmeiras tentou igualar a posse de bola, e viu o Santos se fechar em duas linhas defensivas, aguardando a chance de contra-atacar. Oswaldo de Oliveira colocou Cleiton Xavier em campo, no lugar de Robinho. O Verdão melhorou, criou chances de gol, mas parou nas defesas de Vladimir.

A estratégia do Santos de se fechar funcionar apenas até os 19 minutos, quando Valdívia deu lindo passe para Lucas, o lateral invadiu a área, bateu mascado e a bola foi lenta pra o fundo do gol. O gol palmeirense esfriou o jogo e as chances de gol diminuíram. O Santos tentou sair para o jogo, mas com cautela, pouco criou.

Aos 32 minutos, o volante Valência recebeu na entrada da área, no bate e rebate Victor Ramos solou o colombiano e, como já tinha cartão amarelo, foi expulso de campo. O Palmeiras chegou ao gol de empate aos 43, com Amaral, mas o volante estava impedido e a arbitragem anulou o gol. O Santos teve a chance de matar o jogo aos 44, quando Ricardo Oliveira ficou cara a cara com Prass, mas o goleiro palmeirense fez bela defesa e impediu o gol. O árbitro encerrou a partida e o empate no placara agregado levou a decisão para os pênaltis.

Nas penalidades, Rafael Marques e Jakson perderam cobranças para o Palmeiras. Já o Santos converteu todas as suas oportunidades. Restou ao meia Lucas Lima bater o último pênalti e sacramentar o 21º título Paulista da história do Santos.

Continue reading