Cadillac ATS Sedan 2015 é apresentado oficialmente

Modelo estreia o novo logo da Cadillac

2015-Cadillac-ATS-6

A Cadillac apresentou, sem muito alarde, a versão 2015 do ATS Sedan. O novo modelo sofreu a principal alteração na dianteira, adotando um novo desenho de para-choque, além de estrear no novo logo da marca de luxo da GM.

O para-choque frontal foi redesenhado para ressaltar a nova grade cromada, que conta com o logo reformulado da Cadillac. Novamente cabe a um modelo ATS estrear o novo símbolo. A coroa de louros também foi lançada em um modelo ATS, só que na versão Coupé.

2015-Cadillac-ATS-11
A marca também introduziu duas novas cores em suas opções, Chrystal Branco Tricoat e escuro Adriático azul metálico, bem como atualizações interiores sutis, como combinações de acabamento, couro e camurça dos assentos.

O ATS Sedan 2015 também recebeu opcionais tecnológicos, como a função que pode ler mensagens de texto em voz alta, bem como uma opção para motorista adolescente, que permite aos usuário master definir um limite de volume do rádio e um aviso de velocidade entre 64 -112 km/h.

2015-Cadillac-ATS-13
Quanto aos motores, o ATS Sedan estará disponível com as mesmas opções, um 2.5l que rende 202 cv, um 2.0 turbo com rendimento de 272 cv e um v6 3.5l de 321cv.

Continue reading

Após bater recorde, Meu Pedacinho de Chão despenca na audiência

Por junior

Novela alcança apenas 19 de pico
Novela alcança apenas 19 de pico
A Globo exibiu mais um capítulo de “Meu Pedacinho de Chão” nesta quinta-feira, 10 de julho, dia que na qual a Copa do Mundo deu uma folga e a emissora voltou com sua programação normal.
A trama de Benedito Ruy Barbosa teve baixos índices de audiência e fechou com péssimo desempenho, depois de bater recorde, fechando com apenas 17.1 de média e 19.0 de pico. Na mesma faixa, a Record garantiu ótimos números e foi vice-líder com 10.3. A Band apareceu em terceiro lugar com 6.9 contra 6.2 no SBT.
Nesta última quarta-feira, o folhetim fechou com o melhor desempenho desde sua estreia, obtendo média de 22.6 pontos, com 34.3% de participação. A atração chegou a 27.5, o maior pico registrado por uma novela das 18h desde “Flor no Caribe”, levando em conta os dados preliminares.
Esses índices são prévios e são baseados na preferência de um grupo de telespectadores da Grande São Paulo. Dados consolidados podem variar para mais ou para menos.

Fonte: TV Foco
Continue reading

Pesquisa da Unesp aponta risco de milhares de mortes devido ao tabaco

Fumantes devem se conscientizar e optar por deixar o cigarro (Foto: Reprodução/Tv Fronteira)Fumantes devem se conscientizar e optar por deixar
o cigarro (Foto: Reprodução/Tv Fronteira)
Uma pesquisa realizada pela Universidade Estadual Paulista “Julio Mesquita Filho” (Unesp), de Presidente Prudente, apontou que o cigarro pode reduzir a duração da vida a ponto de que nenhuma medida isolada de saúde pública tem tanto impacto para reverter essa situação do que o próprio ato de parar de fumar. Além disso, o estudo ressalta que mesmo com as campanhas contra o fumo, a projeção é de que ocorram milhares de mortes relacionadas ao tabaco caso os fumantes não se conscientizem.
Os efeitos do cigarro podem ir além da concepção humana, ainda segundo a pesquisa. A fumaça passa pela traqueia e paralisa temporariamente os cílios que limpam o muco e outras partículas invasoras do sistema respiratório. Ao mesmo tempo, a nicotina passa para a corrente sanguínea e pelos milhares de capilares dos pulmões. A substância provoca no corpo uma descarga de energia, liberando a adrenalina, aumentando a pressão do sangue e os batimentos cardíacos.
Dessa forma, o risco de um derrame aumenta, ainda mais para quem tem predisposição genética.

O frentista, Alex Nicoluci Cardoso, fumante há cerca de 12 anos, se definiu como um jovem saudável mesmo sentindo os malefícios que o vício pode causar. “Eu vejo que quando vou fazer uma atividade física, dependendo de qual for, sinto falta de ar devido ao cigarro e isso me prejudica”, relatou.
Ele ainda disse que já tentou parar de fumar, mas devido a dependência, acabou retornando para o cigarro. De acordo com a orientadora da pesquisa realizada, Ercy Mara Cipulo Ramos, um erro dos fumantes é acreditar que a saúde está “em dia”. “Mesmo que o indivíduo vá ao médico e tenha como normal a frequência cardíaca, a pressão arterial, a radiografia do tórax ou um exame de sopro, ainda assim, esse sistema pode estar alterado”, explicou.
As pessoas que procuram por tratamento, normalmente é porque sentiram alguma alteração na saúde. O sistema respiratório é o primeiro a emitir os sinais de que a dependência química está afetando. Em outros casos, os tabagistas nem percebem os problemas provocados pelo cigarro.
“A pessoa começa a fumar com 14 anos e não tem a noção de como é a vida sem o vício. Então, a gente tenta alertar da seguinte maneira: se você der a chance de tentar parar de fumar e permanecer por algum tempo em abstinência, com apoio, é possível ter a sensação de como é bom parar”, ressaltou.
As consequências do fumo podem vir a longo prazo ou surpreender quando menos se espera, como foi o caso do estudante, Lucas França Bressanin, que aos 23 anos teve um início de infarto.
“A gente quando é criança que se fazer de adulto. Muitas pessoas avisam e falam para não fumar, mas a gente não liga. Em decorrência disso e com o passar do tempo, eu me tornei viciado. Diante do susto e depois da recomendação do cardiologista eu optei por parar e ter mais saúde”, refletiu.
Fonte:G1

Continue reading