Consolidar serviços locais de água importante para ter melhores preços

FLIX TV HD

Por fofocas

O governo português tem atualmente em curso um plano de restruturação do setor, que inclui a agregação de sistemas municipais de água e a fusão das respectivas empresas

A consolidação dos serviços locais de abastecimento de água é importante para fazer economias de escala e garantir melhores preços, defende o diretor executivo da Associação Internacional de Água, cujo congresso começa domingo em Lisboa.

“É necessário saber como consolidar os pequenos serviços espalhados por muitos locais e encontrar a melhor escala de funcionamento. Se existirem serviços de distribuição de pequena escala, é difícil manter isso. É preciso ver como é que as cidades podem cooperar de forma a terem serviços a um custo eficiente”, disse à agência Lusa Ger Bergkamp.

Esta é uma das “lições” que este responsável considera que Portugal pode retirar da experiência de outros países na gestão dos serviços de abastecimento de água e águas residuais.

O governo português tem atualmente em curso um plano de restruturação do setor, que inclui a agregação de sistemas municipais de água e a fusão das respetivas empresas em apenas quatro com o objetivo de reduzir custos e ineficiências.

Em junho, o ministro do Ambiente, Jorge Moreira da Silva, admitiu que haverá um impacto nos preços e que as populações do litoral terão de suportar aumentos no custo da água para permitir baixar as tarifas nos concelhos do interior.

Ger Bergkamp considera “essencial que as pessoas compreendam o valor da água” e paguem o valor justo pelos serviços e refere que a entrada de privados no setor só é possível se existir um bom regulador que determine como é que as tarifas são fixadas ou que tipo de investimentos precisam de ser feitos.

“Em Portugal existem condições que poucos países têm porque existe um regulador muito bom”, afirmou, qualificando a Entidade Reguladora dos Serviços de Águas e Resíduos (ERSAR) “um farol em termos do que deve ser feito”.

O Congresso da Associação Internacional da Água, que se realiza cada dois anos, deverá reunir cerca de 5.000 especialistas e profissionais do setor e vai decorrer entre 21 e 25 de setembro em Lisboa.

“A extração de água continua a subir, mas os recursos são limitados. Se queremos ter um mundo com água, precisamos de ser mais eficientes”, advertiu Bergkamp.

Algumas das questões em debate serão a reutilização de águas residuais – “para que deixem de ser uma ameaça” -, o uso de novas tecnologias e a aplicação de estratégias adequadas às características climáticas, como em Perth, na Austrália, cujo caso será apresentado.

“Não se via chuva há muitos anos e era como se vivessem no deserto. Tiveram de delinear estratégia usando disseminação, reutilização e eficiência do uso da água, mudaram jardins e agricultura. Será um exemplo sobre como será o futuro para outras partes do mundo e como é necessário trabalhar com os consumidores”, vincou.

O diretor da Associação Internacional de Água espera que do congresso saiam algumas propostas e medidas que transformem o futuro da água, afirmou à Lusa: “Queremos tornar isto mais sustentável porque atualmente caminhamos numa direção muito insustentável”.

*Este artigo foi escrito ao abrigo do novo acordo ortográfico aplicado pela agência Lusa

Agência Lusa

Você sabe votar?

FLIX TV HD

Por fofocas

Os brasileiros deixam para escolher candidato na última hora e costumam esquecer rápido quem elegeram para deputado e senador. É hora de mudar isso. Leia
Jeferson Monteiro quer faturar R$ 500 mil com sua Dilma Bolada
Ele é o nome mais conhecido da guerrilha digital do PT – em que vale até alugar bunker clandestino e pagar em dinheiro vivo. Leia
Dias Toffoli: “O uso do Alvorada é uma vantagem indevida”
O presidente do TSE diz que a presidente Dilma Rousseff, ao usar o Palácio da Alvorada como cenário de entrevistas e de sua propaganda eleitoral, infringe a legislação. Leia

Unidos pelo petróleo

FLIX TV HD

Por fofocas

Como era a relação entre o governador Cid Gomes e o delator e ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, que se estreitou nos últimos seis anos a ponto de ultrapassar a fronteira do contato institucional. Leia
O desespero bate na campanha do PT
Um exército de militantes com cargos públicos se organiza para elevar o tom da Propaganda eleitoral de Dilma e evitar um revés na urnas. Até o ex-presidente Lula entra na briga com um discurso mais radicalizado. Leia
A onda da razão ganha força?
Ascensão de Aécio Neves anima os tucanos e aumenta a crença no PSDB de que a escolha racional prevalecerá sobre o voto da emoção na reta final das eleições. Leia

1 2 3 12,308